Busca avançada
Ano de início
Entree

Avaliação morfofuncional e genômica de cultura de melanócitos a partir de pacientes com melasma facial

Processo: 12/09233-5
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Regular
Vigência: 01 de outubro de 2012 - 30 de setembro de 2015
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Medicina - Anatomia Patológica e Patologia Clínica
Pesquisador responsável:Hélio Amante Miot
Beneficiário:Hélio Amante Miot
Instituição-sede: Faculdade de Medicina (FMB). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Botucatu. Botucatu , SP, Brasil
Pesq. associados:Luciane Donida Bartoli Miot ; Mariangela Esther Alencar Marques ; Silvya Stuchi Maria-Engler
Assunto(s):Receptor tipo 1 de melanocortina 

Resumo

Melasma é uma hipermelanose caracterizada por manchas acastanhadas em regiões da pele fotoexposta. A radiação ultravioleta, influência genética e fatores endócrinos como: gravidez, uso de contraceptivos orais, disfunção tireoidiana, além de alguns medicamentos e cosméticos, são alguns dos fatores etiológicos. No entanto, nenhum deles pode ser considerado único responsável pelo desenvolvimento da doença. A pele com melasma apresenta diferenças histológicas em relação à pele sã adjacente, como maior atividade melanogênica e inflamação. A patogênese do melasma ainda permanece desconhecida, necessitando de uma melhor caracterização dos diferentes comportamentos da pele lesada e da adjacente, uma vez que recebem influências similares. A complexidade tecidual da pele, sua interação intercelular e a presença de poucos melanócitos por corte histológico, dificultam conclusões sobre o comportamento individualizado do melanócito. Este estudo propõe uma avaliação morfofuncional, por microscopia eletrônica de transmissão, e genômica, por PCR-array, de cultura primária de melanócitos a partir de biópsias da face de pacientes com melasma, e também o desenvolvimento de um modelo que permita a investigação e determinação da célula efetora do melasma, independentemente das demais células da pele, permitindo a progressão do conhecimento fisiopatológico do melasma. Adicionalmente, serão avaliadas semiquantitativamente as expressões de proteínas ligadas à pigmentação do melasma (MC1-R, ±-MSH, COX-2, receptores de progesterona e estrogênio-²) por imunofluorescência de dupla marcação. (AU)

Publicações científicas
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
ESPOSITO, A. C. C.; BRIANEZI, G.; DE SOUZA, N. P.; MIOT, L. D. B.; MARQUES, M. E. A.; MIOT, H. A. Exploring pathways for sustained melanogenesis in facial melasma: an immunofluorescence study. International Journal of Cosmetic Science, v. 40, n. 4, p. 420-424, AUG 2018. Citações Web of Science: 1.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.