Busca avançada
Ano de início
Entree

Comparação do perfil metabólico, características de receptores muscarínicos no hipocampo e funcionalidade de Ilhotas de Langerhans sob efeito da exenatida em modelos experimentais de obesidade e diabetes melito no rato

Processo: 12/12105-9
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Regular
Vigência: 01 de outubro de 2012 - 30 de setembro de 2014
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Fisiologia - Fisiologia Comparada
Pesquisador responsável:Paulo Flávio Silveira
Beneficiário:Paulo Flávio Silveira
Instituição-sede: Instituto Butantan. Secretaria da Saúde (São Paulo - Estado). São Paulo , SP, Brasil
Pesq. associados:Fernando Maurício Francis Abdalla
Assunto(s):Receptores muscarínicos  Hipocampo  Síndrome metabólica 

Resumo

A síndrome metabólica é estreitamente relacionada com o diabetes melito tipo 2, a obesidade e processos neurodegenerativos, constituindo um grave problema de saúde pública. Por sua vez, receptores muscarínicos no hipocampo participam decisivamente da modulação de funções cognitivas, aprendizado e memória, as quais são comprometidas em processos neurodegenerativos. Dentre os recursos farmacológicos mais recentes para o diabetes melito tipo 2 está a exenatida, desenvolvida a partir de peptídeo isolado do veneno do monstro de Gila (Heloderma suspectum), e que apresenta ação agonista do receptor do hormônio peptídico glucagon-símile tipo 1 e é resistente à hidrólise pela dipeptidil-peptidase IV. Há evidências de que este fármaco também seja eficaz na redução da ingestão de alimento e do peso corporal e na melhora da performance de aprendizado e memória. Todavia, não estão completamente caracterizadas suas ações diferenciais sobre o perfil metabólico e não há dados de sua influência sobre receptores muscarínicos em modelos animais de diabetes melito tipo 2 e de obesidade induzida por excitotoxicidade central e dieta hipercalórica. Tal caracterização contribuiria para a descoberta de novos mecanismos relacionados à etiologia da obesidade e para a prevenção e tratamento do diabetes melito e de processos neurodegenerativos em humanos. Com estes objetivos, o presente projeto irá comparar estes modelos quanto a mecanismos pós-sinápticos (afinidade, densidade e subtipos) de receptores muscarínicos no hipocampo, capacidade de secreção de insulina e glucagon e viabilidade de ilhotas de Langerhans isoladas, ingestão de alimento e água, temperatura corporal, atividade locomotora, comprimento naso-anal, massa corporal e adiposidade, bem como hematócrito e teores de hemoglobina glicada no sangue, e de osmolalidade, triglicérides, colesterol (total, HDL, LDL e VLDL), glicose, proteína C-reativa e proteína total no plasma, e quanto aos efeitos da exenatida sobre todos estes parâmetros. (AU)

Publicações científicas
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
ALVES, PATRICIA LUCIO; FRANCIS ABDALLA, FERNANDO MAURICIO; ALPONTI, RAFAELA FADONI; SILVEIRA, PAULO FLAVIO. Anti-obesogenic and hypolipidemic effects of a glucagon-like peptide-1 receptor agonist derived from the saliva of the Gila monster. Toxicon, v. 135, p. 1-11, SEP 1 2017. Citações Web of Science: 1.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.