Busca avançada
Ano de início
Entree

Anticorpos monoclonais humanos anti-toxoide tetânico

Processo: 12/14127-0
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Regular
Vigência: 01 de outubro de 2012 - 30 de setembro de 2015
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Imunologia - Imunologia Aplicada
Pesquisador responsável:Ana Maria Moro
Beneficiário:Ana Maria Moro
Instituição-sede: Instituto Butantan. Secretaria da Saúde (São Paulo - Estado). São Paulo , SP, Brasil
Pesq. associados:Silvia Beatriz Boscardin
Assunto(s):Anticorpos monoclonais  Biotecnologia  Anticorpos neutralizantes  Citometria de fluxo 

Resumo

Os anticorpos, pelas propriedades de especificidade de ligação aos antígenos e capacidade de neutralização, têm sido utilizados desde o início do século 20 para o tratamento de diversas doenças infecciosas, incluindo pneumonia pneumocócica, meningite meningocócica, erisipelas, antrax e outras (Casadevall and Scharff, 1994; Casadevall and Scharff, 1995). O sucesso alcançado estabeleceu a soroterapia como uma ferramenta contra doenças infecciosas. Ainda hoje, os anticorpos permanecem como a única opção terapêutica para a neutralização de venenos e toxinas bacterianas. A maioria das preparações recai na categoria de soroterapia, com imunoglobulinas derivadas de fontes heterólogas. Entre estes, destacamos o soro anti-tetânico. O tétano é uma doença neurológica causada pela toxina produzida pelo bacilo C. tetani. A vacina anti-tetânica constitui a profilaxia da infecção. Em caso de acidentes utiliza-se o soro hiperimune produzido pela imunização de cavalos. Sabe-se, porém, que a utilização de proteínas heterólogas pode incitar a resposta imune, produzindo anticorpos anti-imunoglobulinas, o que diminui a eficácia e compromete possíveis futuros tratamentos. Com o objetivo de oferecer um produto melhor, propomos neste estudo o desenvolvimento de um anticorpo monoclonal humano antitoxoide tetânico. Para tanto, pretendemos obter, segundo protocolo desenvolvido no laboratório do Dr. Nussensweig (Wardemann et al., 2003), informações de sequencias genéticas de anticorpos neutralizantes para o toxoide tetânico, a partir de células B de memória de sangue periférico de indivíduos imunizados, com o objetivo futuro de expressar esses anticorpos em condições para pesquisa clínica. (AU)

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre o auxílio:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)