Busca avançada
Ano de início
Entree

Classificação morfológica e imunoistoquímica em microarranjo de tecido (TMA) de linfomas não-Hodgkin em cães conforme os critérios da classificação dos tumores dos tecidos hematopoiéticos e linfóides (WHO)

Processo: 12/14600-7
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Regular
Vigência: 01 de setembro de 2012 - 31 de agosto de 2014
Área do conhecimento:Ciências Agrárias - Medicina Veterinária - Patologia Animal
Pesquisador responsável:Julio Lopes Sequeira
Beneficiário:Julio Lopes Sequeira
Instituição-sede: Faculdade de Medicina Veterinária e Zootecnia (FMVZ). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Botucatu. Botucatu , SP, Brasil
Pesq. associados:Fernando Augusto Soares
Assunto(s):Linfoma  Anatomia patológica  Cães 

Resumo

O aumento no número de casos de linfoma nos seres humanos durante as últimas décadas torna o estudo comparativo entre as duas espécies de extrema importância, já que ambas compartilham o mesmo ambiente, estando sujeitas às mesmas influências ambientais, o que torna o cão um sentinela biológico muito útil. Os linfomas estão entre as neoplasias mais freqüentes na espécie canina e apresentam diversas características em comum com o linfoma do homem, e por isso, as classificações utilizadas se baseiam naquelas propostas para os linfomas humanos. Inúmeros sistemas de classificações foram propostos, tanto para humanos como para os cães, porém, ainda não existe um consenso sobre qual sistema é mais aplicável aos linfomas caninos. Objetiva-se neste trabalho aplicar os critérios da Histological Classification of Hematopoietic Tumors of Domestic Animals (WHO) aos linfomas caninos, comparando-os aos da classificação de Kiel atualizada, utilizando a avaliação imunoistoquímica para expressão de marcadores biológicos do câncer (Ki-67, Caspase-3 e p53) pelo método de Tissue microarray (TMA), em comparação ao método convencional, além de avaliar a eficiência do PAX5 BSAP (B cell specific activator protein) como marcador de linfomas B em comparação ao CD79a. (AU)