Busca avançada
Ano de início
Entree

Estrutura da cromatina de genes de RNA ribossômico em dípteros e sua relação com a localização dos organizadores nucleolares

Processo: 12/15174-1
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Publicações científicas - Artigo
Vigência: 01 de setembro de 2012 - 28 de fevereiro de 2013
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Genética - Genética Animal
Pesquisador responsável:Eduardo Gorab
Beneficiário:Eduardo Gorab
Instituição-sede: Instituto de Biociências (IB). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Assunto(s):Diptera  DNA ribossômico 

Resumo

Nucléolos, organelas nucleares nas quais RNA ribossômico é sintetizado, emergem de organizadores nucleolares (RONs) localizados em regiões cromossômicas distintas. Em núcleos politênicos de dípteros, nucléolos em algumas espécies podem ser observados mostrando morfologias peculiares: Drosophila e espécies de Chironomidae apresentam nucléolos bem formados, contastando com nucléolos dispersos e fragmentados vistos em espécies da família Sciaridae.Dados disponéveis não mostram correlação entre morfologia e localizacão das RONs. A regulação da transcrição dos genes ribossômicos se dá com o controle da taxa de transcrição por gene bem como a proporção de genes ribossômicos que adotam uma estrutura de cromatina apropriada para a transcrição,já que cópias ativas e inativas de genes ribossômicos coexistem em RONs. Unidades de transcrição organizadas em nucleossomos e sem nucleossomos podem ser analisadas através do método denominado ensaio em gel do retardo por psoraleno (EGRP), permitindo inferir a proporção de cópias de genes ribossômicos ativas e inativas. Neste trabalho, foram estudadas as conexões entre proporção de cópias de genes ribossômicos ativas e localizacão das RONs em Drosophila e espécies das famílias Sciaridae e Chironomidae. Os dados sugerem uma correlação entre proporção de genes ativos e localização das RONs já que o número de cópias que mostram organização nucleossômica é predominante quando as RONs estão localizadas na heterocromatina pericêntrica. Os resultados observados estão em concordância com dados prévios de estrutura de genes ribossômicos estudados com o mesmo método (EGRP) em eucariontes evolutivamente distantes. (AU)