Busca avançada
Ano de início
Entree

Influencia da raca (nelore e angus) e da populacao folicular sobre o perfil de genes diferencialmente expressos em ovidutos bovinos.

Processo: 12/50514-8
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Regular
Vigência: 01 de outubro de 2012 - 30 de setembro de 2014
Área do conhecimento:Ciências Agrárias - Medicina Veterinária - Reprodução Animal
Pesquisador responsável:Ciro Moraes Barros
Beneficiário:Ciro Moraes Barros
Instituição-sede: Instituto de Biociências (IBB). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Botucatu. Botucatu , SP, Brasil
Assunto(s):Gado Nelore  Bovinos  Expressão gênica 

Resumo

Existem evidências que fêmeas zebuínas (Bos indicus) possuem maior quantidade de folículos por onda do que fêmeas taurinas (Bos taurus) e que individualmente há distinções entre o número de folículos recrutados por onda. Assim, caracterizam-se animais com alta e baixa população folicular, em ambas as raças. Alguns autores relatam que a população folicular está relacionada à fertilidade dos animais e sob grande influência do hormônio folículo estimulante (FSH), do estradiol (E2) e dos andrógenos. No entanto, pouco se sabe sobre o perfil molecular do oviduto frente à variabilidade da população folicular intra e inter-racial na espécie bovina. O oviduto possui papel essencial na reprodução de mamíferos, promovendo um microambíente para a maturação oocitária, capacitação do espermatozóide, fertilização, transporte dos gametas e desenvolvimento inicial do embrião. Sabe-se que a freqüência do batimento ciliar, responsável pelo transporte de gametas, sofre alteração controlada pela quantidade de estrógeno (E2) e progesterona (P4), assim como a contração e relaxamento do oviduto estão sob influência hormônio luteinizante, E2, e P4, hormônios estes de relação direta com o padrão da população folicular. Portanto, na presente proposta objetiva-se avaliar a influência das raças Nelore (Bos indicus) e Aberdeen Angus (Bos taurus), da população folicular ovariana e do antímero referente à ovulação (oviduto ipsilateral e contralateral) sobre o perfil molecular de genes envolvidos com a interação com espermatozóides (anexinas), contratilidade do oviduto (sistema VEGF; do inglês vascular endothelial growth factor), metabolismo lipídico, enzimas e proteínas de interação celular nos três segmentos do oviduto (infundíbulo, ampola e istmo) utilizando-se o sistema de análise de arranjo gênico de baixa densidade (sistema TLDA) durante o período inicial pós-ovulação. Adicionalmente, pretende-se avaliar a expressão protéica por Western Blotting dos genes que possuírem maior expressão diferencial de mRNA anteriormente detectada. Em suma, os resultados obtidos nesse projeto poderão maximizar o entendimento da pluralidade da influência da população folicular ovariana nessas duas raças sobre os diversos eventos reprodutivos em fêmeas bovinas. (AU)

Publicações científicas
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
FRANCHI, FERNANDA FAGALI; SATRAPA, RAFAEL AUGUSTO; FONTES, PATRICIA KUBO; SANTOS, PRISCILA HELENA; RAZZA, EDUARDO MONTANARI; EMANUELLI, ISABELE PICADA; ERENO, RONALDO LUIZ; MARECO, EDSON ASSUNCAO; GOUVEIA NOGUEIRA, MARCELO FABIO; BARROS, CIRO MORAES; DE SOUZA CASTILHO, ANTHONY CESAR. Equine chorionic gonadotropin drives the transcriptional profile of immature cumulus-oocyte complexes and in vitro-produced blastocysts of superstimulated Nelore cows. Molecular Reproduction and Development, v. 86, n. 11 AUG 2019. Citações Web of Science: 0.
FONTES, PATRICIA KUBO; ERENO, RONALDO LUIS; PEIXOTO, ANDRE REBELLO; CARVALHO, ROBSON FRANCISCO; SCARANO, WELLERSON RODRIGO; TRINCA, LUZIA APARECIDA; BARROS, CIRO MORAES; DE SOUZA CASTILHO, ANTHONY CESAR. Can the antral follicular count modulate the gene expression of bovine oviducts in Aberdeen Angus and Nelore heifers?. PLoS One, v. 13, n. 8 AUG 29 2018. Citações Web of Science: 3.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.