Busca avançada
Ano de início
Entree

Jovem Guarda: moda, música e juventude

Resumo

Este livro analisa a emergência de um estilo de vida jovem rebelde no Brasil dos anos 1960, que, associado à estreia do programa Jovem Guarda (1965-1968), liderado por Roberto Carlos, Erasmo Carlos e Wanderléa, convergia com o esforço da indústria cultural nacional em criar ídolos pop, com inspiração no modelo britânico difundido pelo pop/rock internacional norteado pelos Beatles. Buscando compreender a formação do mercado consumidor adolescente, associado ao início do prêt-à-porter no Brasil a partir dessa época, foram analisadas transformações sociais no País, decorrentes da política nacional desenvolvimentista de Juscelino Kubitschek, desde 1950. Nesse contexto, com o intuito de estudar o nascimento de uma cultura juvenil ligada a símbolos de rebeldia na sociedade brasileira, foram examinados dois aspectos, o comportamental e o mercadológico, em matérias jornalísticas das revistas O Cruzeiro, Realidade, Manchete, Intervalo, Contigo e Claudia, observando-se os anúncios publicitários que continham referências diretas ou indiretas à Jovem Guarda no Brasil. (AU)