Busca avançada
Ano de início
Entree

Estudo da participação dos reguladores de transcrição gênica VicRK e CovR na susceptibilidade de Streptococcus mutans e Streptococcus sanguinis a opsonização pelo sistema completo

Resumo

Streptococcus mutans (SM) e Streptococcus sanguinis (SS) são espécies bacterianas comuns da microbiota bucal de humanos, envolvidos na patogênese da cárie dentária. O maior nicho ecológico de SM e SS são as superfícies dos dentes. Enquanto SM são considerados os principais patógenos da cárie, SS são classicamente definidos como uma espécie comensal benéfica, pois é capaz de inibir o estabelecimento de SM nos biofilmes dentários. Ambas as espécies são, entretanto, patógenos oportunistas de endocardites infecciosas promovidas por bacteremias de origem bucal. Para serem transmitidos e ocuparem seus nichos ecológicos, estes microrganismos precisam persistir na saliva e se adaptarem fisiologicamente às condições biofísicas de seus nichos, Este complexo processo envolve diversas alterações dos transcriptomas bacterianos em resposta aos estímulos ambientais, os quais incluem fatores de defesa do hospedeiro. Em bactérias, a adaptação de transcriptomas a estímulos do ambiente é controlada por sistemas de dois componentes (SDC). Os SDCs são compostos por um receptor de membrana histidina-quinase (HK), e uma proteína reguladora intracelular denominada regulador de resposta (RR). S. mutans possui o SDC, VicRK (Vic de virulence contrai), e o RR órfão CovR (cov de control of virulence), os quais são conservados em espécies patogênicas de Streptococcus. Em Streptococcus pneumoniae e Streptococcus pyogenes, VicRK e CovR regulam genes relacionados ao escape bacteriano a fatores imunológicos, o que parece também ocorrer em SM. Recentemente, identificamos VicRK e CovR em S. sanguinis. Este projeto visa investigar o papel de VicRK e CovR na evasão de S. mutans e S. sanguinis a fatores de defesa de humanos. Para isto, mutantes VicRK e CovR obtidos em S. mutans UA159 e S. sanguinis SK36 serão caracterizados quanto à marcação pelo sistema complemento e quanto à fagocitose por PMN na presença de sangue humano. (AU)

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre o auxílio:

Publicações científicas (4)
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
HARTH-CHU, ERIKA N.; ALVES, LIVIA A.; THEOBALDO, JESSICA D.; SALOMAO, MARIANA F.; HOFLING, JOSE F.; KING, WILLIAM F.; SMITH, DANIEL J.; MATTOS-GRANER, RENATA O. PcsB Expression Diversity Influences on Streptococcus mitis Phenotypes Associated With Host Persistence and Virulence. FRONTIERS IN MICROBIOLOGY, v. 10, NOV 12 2019. Citações Web of Science: 0.
ALVES, LIVIA A.; DE CARLI, THAIS R.; HARTH-CHU, ERIKA N.; MARIANO, FLAVIA S.; HOFLING, JOSE F.; STIPP, RAFAEL N.; MATTOS-GRANER, RENATA O. Oral streptococci show diversity in resistance to complement immunity. Journal of Medical Microbiology, v. 68, n. 4, p. 600-608, APR 2019. Citações Web of Science: 2.
MATTOS-GRANER, RENATA O.; DUNCAN, MARGARET J. Two-component signal transduction systems in oral bacteria. JOURNAL OF ORAL MICROBIOLOGY, v. 9, NOV 27 2017. Citações Web of Science: 11.
ALVES, LIVIA A.; HARTH-CHU, ERIKA N.; PALMA, THAIS H.; STIPP, RAFAEL N.; MARIANO, FLAVIA S.; HOEFLING, JOSE F.; ABRANCHES, JACQUELINE; MATTOS-GRANER, RENATA O. The two-component system VicRK regulates functions associated with Streptococcus mutans resistance to complement immunity. Molecular Oral Microbiology, v. 32, n. 5, p. 419-431, OCT 2017. Citações Web of Science: 12.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.