Busca avançada
Ano de início
Entree

Aquisição de material bibliográfico em malformações craniofaciais

Processo: 09/16457-4
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Programa Infra-estrutura - Faplivros
Vigência: 01 de abril de 2010 - 31 de março de 2011
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Medicina - Cirurgia
Pesquisador responsável:Paulo Afonso Silveira Francisconi
Beneficiário:Paulo Afonso Silveira Francisconi
Instituição-sede: Hospital de Reabilitação de Anomalias Craniofaciais (HRAC). Universidade de São Paulo (USP). Bauru , SP, Brasil
Assunto(s):Anormalidades craniofaciais  Fissura palatina  Fenda labial  Fenômenos fisiológicos circulatórios e respiratórios  Perda auditiva 

Resumo

O Hospital de Reabilitação de Anomalias Craniofaciais da Universidade de São Paulo (HRAC-USP) é um Centro Especializado na Reabilitação de Portadores de Anomalias Craniofacias e Deficiência Auditiva.Conhecido carinhosamente por "Centrinho" é reconhecido como Centro de Excelência. Atendendo há 42 anos os portadores de anomalias craniofacias do país e do exterior. O tratamento inclui todas as etapas terapêuticas necessárias para a reabilitação e integração social do paciente através de uma atuação inter e multidisciplinar. O atendimento é gratuito, até esta data estão registrados 64.260 pacientes. O ENSINO e PESQUISA, também são prioridades, pois difunde e aprimora técnicas de diagnóstico, prevenção e reabilitação, e formam profissionais especializados. Mantém cursos de Pós-Graduação no nível de Doutorado, Mestrado e Especialização. Os cursos de Especialização são nas áreas de odontologia, psicologia, serviço social, audiologia clínica e educacional e motricidade Orofacial. O Programa de Pós-Graduação para os Cursos de Mestrado e Doutorado é em Ciências da Reabilitação, na área de concentração "Fissuras Orofaciais e Anomalias Relacionadas", com aprovação do Conselho de Pós-Graduação da USP e conceito 5 pela CAPES. O Curso de Aperfeiçoamento em Cirurgia Oral Menor e o Curso de Aprimoramento em "Reabilitação em Anomalias Congênitas" nas áreas de Fisioterapia, Fonoaudiologia, Nutrição, Pedagogia, Enfermagem e Serviço Social. A Residência Médica, em Otorrinolaringologia, credenciada na Comissão Nacional de Residência Médica do Ministério da Educação. Os cursos totalizam 214 alunos. As linhas de pesquisa são: Abordagem clínica e instrumental dos distúrbios da comunicação; Aspectos psicossociais e educacionais da reabilitação; Diagnóstico, intervenções e cuidados; Funções e disfunções do sistema estomatognático e das vias aéreas superiores; Morfologia, crescimento e desenvolvimento craniofacial ; Prevenção e genética; Reabilitação das deformidades dento-maxilo-faciais. Através dos resultados obtidos nas atividades Clínicas de Ensino e Pesquisa, o HRAC/USP, leva conhecimentos a outras instituições internacionais e nacionais através das pesquisas desenvolvidas que são divulgadas em congressos internacionais e nacionais, artigos científicos e teses possibilitando intercâmbios, além de divulgar e auxiliar na qualidade da saúde em benefício dos pacientes com malformações craniofaciais do mundo. Para dar suporte as atividades de Ensino e Pesquisa o Hospital dispõe da Seção de Documentação e Informação que é o Centro de Documentação Científica e Informação do HRAC/USP, e tem como missão apoiar as atividades de Ensino e Pesquisa na área de anomalias congênitas craniofaciais desenvolvidas na Instituição, por meio da promoção do acesso à informação e à documentação técnico-científica. Disponibiliza 466.28m2, com ambiente climatizado, compreendidos de salas: de leitura central, de estudo, acervo e trabalho. O acervo é de livre acesso sendo formado por: Documentação do Paciente (slides, rx-médicos e odontológicos e modelos de gesso), Dissertações, Folhetos, Livros, Relatórios, Revistas, Trabalhos de Conclusão de Curso e Teses. Os usuários tem acesso ao Banco de Dados Dedalus que disponibiliza o acervo de todas as Bibliotecas das Unidades da USP, reunindo coleções de livros, revistas, teses e produção científica dos pesquisadores da USP. Principais Bancos e Bases de Dados disponíveis: Medline/Pubmed, Lilacs, OMIN, Biblioteca Virtual USP; TothLine, Delfos e Dafne, são as Bases de Dados Bibliográficas desenvolvidas na Instituição. Usuários: Equipe de Reabilitação; Discentes dos Cursos, Bolsistas, Estagiários; Docentes e Discentes de Outras Instituições; Pacientes e Comunidade. O objetivo deste projeto é solicitar obras para manutenção da atualização do acervo, pois é de extrema importância, disponibilizar para a Comunidade Científica as obras bibliográficas necessárias para o desenvolvimento dos projetos de pesquisa e atualização clínica. (AU)