Busca avançada
Ano de início
Entree

Avaliação da reprodutibilidade e da validade do teste de caminhada com velocidade controlada (Shuttle Walk Test) para determinação da broncoconstrição induzida pelo exercício

Processo: 11/23771-7
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Regular
Vigência: 01 de novembro de 2012 - 30 de abril de 2015
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Fisioterapia e Terapia Ocupacional
Pesquisador responsável:Valéria Amorim Pires Di Lorenzo
Beneficiário:Valéria Amorim Pires Di Lorenzo
Instituição-sede: Centro de Ciências Biológicas e da Saúde (CCBS). Universidade Federal de São Carlos (UFSCAR). São Carlos , SP, Brasil
Pesq. associados: Adriana Sanches Garcia de Araújo ; Audrey Borghi e Silva ; Ivana Gonçalves Labadessa ; Marcos Miranda de Araujo ; Soraia Pilon Jürgensen
Bolsa(s) vinculada(s):12/21155-0 - Avaliação da reprodutibilidade e da validade do teste de caminhada com velocidade controlada (Shuttle Walk Test) para determinação da broncoconstrição induzida pelo exercício, BP.TT
Assunto(s):Fisioterapia  Asma induzida por exercício  Teste de esforço  Caminhada  Estudos de validação 

Resumo

A Broncoconstrição induzida pelo exercício (BIE) é um grande fator de risco para morte súbita na população asmática, sendo responsável pela maioria das crises de asma na infância com alta prevalência em indivíduos com diagnóstico de asma, sendo que 10% dos quadros de BIE acometem indivíduos sem diagnóstico de asma. Desta maneira a avaliação da presença de BIE se faz necessária, no entanto a realização de um teste de esforço máximo em esteira rolante ou cicloergômetro são onerosos e exigem equipe capacitada. Sendo assim, o Shuttle Walk Test (SWT) poderia ser utilizado para avaliar a presença de BIE, no entanto não é de nosso conhecimento estudo sobre a sua reprodutibilidade de validade na avaliação da BIE e a resposta cardiorrespiratória durante o teste nesta população. Objetivos: Testar a reprodutibilidade e validade do SWT para avaliação da BIE; avaliar e comparar as variáveis cardiorrespiratórias, o comportamento da alça fluxo-volume e a percepção subjetiva de dispnéia e fadiga de membros inferiores em indivíduos com e sem Asma, bem como comparar estas variáveis durante o SWT com as respostas apresentadas no teste máximo realizado em esteira ergométrica. Métodos: Serão avaliados 60 indivíduos com diagnostico clinico de asma. Todos realizarão uma avaliação clínica, prova de função pulmonar, teste ergoespirométrico, e três testes de SWT, realizados em dias diferentes com intervalo mínimo de dois entre cada teste. Durante os testes será captada continuamente a freqüência cardíaca e os intervalos R-R, e no início e ao final de cada teste será aferida a pressão arterial, freqüência respiratória e sensação psicofisiológica de esforço por meio da escala de Borg. Resultados esperados: Espera-se com este estudo que o SWT seja reprodutível para avaliação da BIE na população asmática e que as respostas cardiorrespiratórias possam ser comparáveis ao teste incremental em esteira. (AU)