Busca avançada
Ano de início
Entree

Atividade dos neurônios noradrenérgicos do locus coeruleus e a liberação de GnRH em ratas Wistar acíclicas

Resumo

O processo de senescência reprodutiva em muitas fêmeas de mamíferos, incluindo humanos, é caracterizado pela transição gradual de ciclos reprodutivos regulares para ciclos irregulares (i.e., aciclicidade), com perda de fertilidade. O período da transição neuroendócrina para a aciclicidade ainda não foi totalmente caracterizado e representa interação complexa de ações em todos os níveis do eixo hipotálamo-hipófise-ovariano. Os neurônios do hormônio liberador de gonadotrofinas (GnRH) fornecem a principal força motriz sobre os outros níveis do eixo reprodutivo. Em adição, o estrógeno desempenha função chave na neurobiologia do envelhecimento, pois a sobreposição temporal da senescência endócrina e neural está mecanicamente interligada pelas alças de retroalimentação. Assim, alterações funcionais e morfológicas no sistema de GnRH pode resultar na transição para aciclicidade. Os estímulos do núcleo noradrenérgico locus coeruleus (LC) para a área préoptica medial e eminência mediana são essenciais para a liberação das gonadotrofinas e seus neurônios apresentam receptores para estrógeno e progesterona, sugerindo controle dos esteróides ovarianos. Portanto, neste estudo será avaliado a atividade de células neuronais localizadas em áreas e núcleos envolvidos com o controle de ação dos neurônios GnRH de ratas Wistar no período de transição do ciclo estral. Para tanto, será realizado: (1) avaliação da atividade dos neurônios da área pré-óptica e LC de ratas senis com aciclicidade, determinado pela imunorreatividade para antígenos relacionados ao Fos (FRA); (2) determinação e análise do conteúdo de GnRH do hipotálamo médio basal, por radioimunoensaio e (3) análise das concentrações plasmáticas de estradiol, progesterona, hormônios luteinizante e folículo estimulante, por radioimunoensaio, dos animais jovens e senis. (AU)

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre o auxílio:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)

Publicações científicas (4)
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
NICOLA, ANGELA CRISTINA; FERREIRA, LARISSA BRAZOLOTO; MATA, MILENE MANTOVANI; VILHENA-FRANCO, TATIANE; LEITE, CRISTIANE MOTA; MARTINS, ANDRESSA BUSETTI; ANTUNES-RODRIGUES, JOSE; POLETINI, MARISTELA OLIVEIRA; MENEGATI DORNELLES, RITA CASSIA. Vasopressinergic Activity of the Suprachiasmatic Nucleus and mRNA Expression of Clock Genes in the Hypothalamus-Pituitary-Gonadal Axis in Female Aging. FRONTIERS IN ENDOCRINOLOGY, v. 12, AUG 24 2021. Citações Web of Science: 0.
FERNANDES, FERNANDA; STRINGHETTA-GARCIA, CAMILA TAMI; PERES-UENO, MELISE JACON; FERNANDES, FABIANA; DE NICOLA, ANGELA CRISTINA; CASTOLDI, ROBSON CHACON; OZAKI, GUILHERME; QUIRINO LOUZADA, MARIO JEFFERSON; CHAVES-NETO, ANTONIO HERNANDES; ERVOLINO, EDILSON; MENEGATI DORNELLES, RITA CASSIA. Oxytocin and bone quality in the femoral neck of rats in periestropause. SCIENTIFIC REPORTS, v. 10, n. 1 MAY 13 2020. Citações Web of Science: 0.
NICOLA, ANGELA CRISTINA; LEITE, CRISTIANE MOTA; BATISTA NISHIKAVA, MARIANE MAYUMI; BEDRAN DE CASTRO, JOAO CESAR; ANSELMO-FRANCI, JANETE APARECIDA; MENEGATI DORNELLES, RITA CASSIA. The transition to reproductive senescence is characterized by increase in A6 and AVPV neuron activity with attenuation of noradrenaline content. Experimental Gerontology, v. 81, p. 19-27, AUG 2016. Citações Web of Science: 3.
FERREIRA, LARISSA BRAZOLOTTO; DE NICOLA, ANGELA CRISTINA; ANSELMO-FRANCI, JANETE APARECIDA; MENEGATI DORNELLES, RITA CASSIA. Activity of neurons in the preoptic area and their participation in reproductive senescence: Preliminary findings. Experimental Gerontology, v. 72, p. 157-161, DEC 2015. Citações Web of Science: 4.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.