Busca avançada
Ano de início
Entree

Estudo retrospectivo para a análise das mutações presentes em melanoma e nevo melanocítico associado, pela extração de DNA de blocos de parafina

Resumo

Melanoma é o câncer cutâneo de maior letalidade. A melhor compreensão de sua patogênese pode auxiliar na melhora diagnóstica e terapêutica. Entre os fatores de risco relacionados na literatura está a presença de nevos melanocíticos (pintas). O melanoma pode ocorrer em associação com nevos pré-existentes ou ocorrer sem lesão prévia. Tem sido controversa a influência de lesões pigmentadas prévias (nevos ou pintas) na gênese de melanomas. Alguns estudos genéticos em nevos têm demonstrado a presença de alterações genéticas semelhantes às encontradas no melanoma, sugerindo papel de lesão precursora. Porém há raros estudos na literatura sobre a avaliação genética de nevos e melanomas presentes na mesma lesão. Objetivo: Estudo retrospectivo cujo objetivo é avaliar as mutações genéticas presentes em melanomas associados a nevos benignos presentes numa mesma lesão, tanto em sua porção de melanoma como em suas porção de nevo, de modo a avaliar se as mutações presentes na porção de nevo se mantém na porção de melanoma, corroborando a hipótese de que nevos melanocíticos seriam lesões precursoras de melanomas, ou se as mutações presentes nos melanomas seriam distintas das mutações presentes nos nevos associados. Objetivo secundário é avaliar quais os oncogenes e genes supressores de tumor presentes nos melanomas sobre nevos que poderiam estar relacionados a gênese deste câncer cutâneo. Metodologia: Os blocos de parafina de um laboratório de histopatologia da pele da cidade de São Paulo, com diagnóstico de melanoma sobre nevo, que se encontrem em boas condições de uso, serão submetidos a macrodissecção e microdissecção em parafina para extração de DNA e posteriormente pesquisa de mutações nos genes BRAF, NRAS, GRIN2 e avaliação quanto a presença de oncogenes e perda de genes supressores de tumores tanto na porção de melanoma como na porção nevo da lesão. A parte laboratorial será realizada no Laboratório de Genética do Centro de Referência em Melanoma do Hospital Clínico Universitário de Barcelona-Espanha, experto na realização dessa técnica para a avaliação genética do melanoma cutâneo, para intercâmbio científico. Análise dos resultados e produção científica serão executadas na UNIFESP-SP (AU)

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre o auxílio:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)

Publicações científicas
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
SHITARA, D.; TELL-MARTI, G.; BADENAS, C.; ENOKIHARA, M. M. S. S.; ALOS, L.; LARQUE, A. B.; MICHALANY, N.; PUIG-BUTILLE, J. A.; CARRERA, C.; MALVEHY, J.; PUIG, S.; BAGATIN, E. Mutational status of naevus-associated melanomas. British Journal of Dermatology, v. 173, n. 3, p. 671-680, SEP 2015. Citações Web of Science: 14.
SHITARA, DANIELLE; NASCIMENTO, MAURICIO M.; PUIG, SUSANA; YAMADA, SERGIO; ENOKIHARA, MILVIA M. S. S.; MICHALANY, NILCEO; BAGATIN, EDILEIA. Nevus-Associated Melanomas: Clinicopathologic Features. American Journal of Clinical Pathology, v. 142, n. 4, p. 485-491, OCT 2014. Citações Web of Science: 14.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.