Busca avançada
Ano de início
Entree

Características clínicas, neuropsicológicas e morfológicas cerebrais de idosos com transtorno de déficit de atenção e hiperatividade (TDAH) - comparação com idosos sem TDAH

Processo: 12/03311-4
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Regular
Vigência: 01 de dezembro de 2012 - 31 de maio de 2015
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Medicina - Psiquiatria
Pesquisador responsável:Mario Rodrigues Louzã Neto
Beneficiário:Mario Rodrigues Louzã Neto
Instituição-sede: Faculdade de Medicina (FM). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Pesq. associados:Geraldo Busatto Filho ; Tânia Corrêa de Toledo Ferraz Alves
Assunto(s):Envelhecimento  Idosos  Neuropsicologia 

Resumo

O transtorno de déficit de atenção e hiperatividade (TDAH) manifesta-se na infância e pode persistir na vida adulta, apresentando todos os sintomas ou em remissão parcial. As disfunções executivas como prejuízo de planejamento, autoregulação, controle inibitório, solução de problemas e déficits atencionais acometem tanto a população infantil quanto os adultos com TDAH. Em adultos com TDAH queixas de desatenção e memória são as queixas principais. Essas disfunções trazem prejuízos significativos em várias atividades envolvendo as áreas profissional, acadêmica e de relacionamentos pessoais. Supõe-se que esse transtorno permaneça inalterado ao longo da vida, porém, a literatura a respeito do TDAH em idosos é muito escassa, não se conhecendo o perfil clínico dessa população. Hipótese Geral: O processo de envelhecimento no idoso com TDAH pode acentuar as características específicas deste transtorno quanto às funções cognitivas e estruturas cerebrais de tal forma que os diferenciem do idoso normal. Objetivo Geral: Investigar características clínicas, comparar perfil neuropsicológico e padrão de neuroimagem cerebral (macro e microestruturas) de idosos com TDAH e idosos sem TDAH. (AU)

Mapa da distribuição dos acessos desta página
Para ver o sumário de acessos desta página, clique aqui.