Busca avançada
Ano de início
Entree

Influência das unidades fotoativadoras e do material restaurador indireto sobre a dureza e o módulo de elasticidade de dois cimentos resinosos de dupla ativação

Processo: 12/09949-0
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Regular
Vigência: 01 de novembro de 2012 - 31 de outubro de 2014
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Odontologia - Materiais Odontológicos
Pesquisador responsável:Míriam Lacalle Turbino
Beneficiário:Míriam Lacalle Turbino
Instituição-sede: Faculdade de Odontologia (FO). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Pesq. associados:Ana Cecília Corrêa Aranha
Assunto(s):Dentística restauradora  Cimentos dentários  Cimentos de resina  Módulo de elasticidade  Cura luminosa de adesivos dentários  Microdureza 

Resumo

O objetivo deste estudo será avaliar a nanodureza e o módulo de elasticidade de dois cimentos resinosos de dupla ativação, fotoativados sob materiais restauradores indiretos, utilizando diferentes unidades fotoativadoras, por meio de teste dinâmico de ultra-microdureza. Para a obtenção dos espécimes serão utilizados incisivos bovinos que após profilaxia, serão submetidos a cortes no limite amelo-cementário para a separação da porção coronária (disco diamantado) - Cortadeira metalográfica (Labcut, modelo 1010, Extec, Enfield, CT, USA). Após inclusão, os espécimes serão submetidos ao desgaste com a exposição de dentina em politriz (Buehler, USA), durante 30 segundos, para padronização do substrato. Os dentes serão aleatoriamente divididos entre os doze grupos experimentais (n = 5). Para simular clinicamente restaurações indiretas, serão confeccionados, previamente em laboratório, discos em cerâmica IPS e.max® Press (Ivoclar Vivadent, Schaan, Liechtenstein) na cor correspondente à A2 da escala Vita (Vita, Alemanha) totalmente prensadas, seguindo as orientações do fabricante e em resina composta indireta SR Adoro, (Ivoclar Vivadent, Schaan, Liechtenstein), cor A2. Após a cimentação, os dentes restaurados serão armazenados por 24 hs em água destilada a 37pC e serão seccionados transversalmente com disco diamantado, em uma máquina especial para cortes seriados Isomet 1000 (Buehler, Lake Bluff, IL, EUA), em baixa velocidade e constante irrigação. Dessa forma, toda a linha do cimento será exposta para a avaliação da nanodureza. Os corpos-de-prova serão submetidos ao teste de nanodureza e módulo de elasticidade, no ultra-microdurômetro (Shimadzu Dynamic Ultra Micro Hardness Tester, Tokyo, Japan). O ciclo aplicado será de 1 mN e a taxa de aplicação de força será de 0,01 mN/msec. Serão realizadas cinco nanoendentações em cada corpo-de-prova, com distância de 10 ¼m entre si, cujas médias resultararão nos valores de cada superfície. Os resultados, expressos em número de dureza Berkovich, serão submetidos a uma análise exploratória com a finalidade de verificar se os mesmos apresentam distribuição normal e homogênea. Em caso positivo, serão submetidos à Análise de Variância e Teste de Tukey. (AU)

Publicações científicas
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
KUGUIMIYA, ROSIANE NOQUEIRA; RODE, KATIA MARTINS; ACATAUASSU CARNEIRO, PAULA MENDES; CORREA ARANHA, ANA CECILIA; TURBINO, MIRIAM LACALLE. Influence of Curing Units and Indirect Restorative Materials on the Hardness of Two Dual-curing Resin Cements Evaluated by the Nanoindentation Test. Journal of Adhesive Dentistry, v. 17, n. 3, p. 243-248, 2015. Citações Web of Science: 3.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.