Busca avançada
Ano de início
Entree

VI workshop CeProBIO/SUNLIBB 2013

Processo: 12/18208-4
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Organização de Reunião Científica
Vigência: 18 de março de 2013 - 21 de março de 2013
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Bioquímica - Biologia Molecular
Pesquisador responsável:Igor Polikarpov
Beneficiário:Igor Polikarpov
Instituição-sede: Instituto de Física de São Carlos (IFSC). Universidade de São Paulo (USP). São Carlos , SP, Brasil
Assunto(s):Biotecnologia  Impactos ambientais  Biocombustíveis  Enzimas lignocelulolíticas  Microbiologia 

Resumo

O VI Workshop CeProBIO/SUNLIBB 2013 é um evento científico de caráter internacional, multidisciplinar e sem fins lucrativos. O evento contará com a participação de especialistas de renome internacional, e tem como objetivo promover a apresentação e debate de temas da atualidade na área de biocombustíveis e promover integração entre o Centro de Processos Biológicos e Industriais para Biocombustíveis (CeProBIO) e a proposta irmã Sustainable Liquid Biofuels from Biomass (SUNLIBB) da União Européia que visa melhorias na qualidade da biomassa, melhoras na eficiência econômica do processo de conversão da biomassa em biocombustíveis através da agregação de coprodutos de maior valor agregado e melhorias no processo de conversão(pré-tratamento, identificação de novas atividades enzimáticas, desenvolvimento de processo integrado, modelos computacionais para biorrefinarias). Concomitantemente ao CeProBIO, o projeto europeu SUNLIBB também se debruça sobre os problemas relacionados aos impactos sociais e econômicos da produção industrial de etanol celulósico. A complementaridade entre os projetos se manifesta através de focos diferentes na escolha da principal biomassa em estudo (cana-de-açúcar no CeProBIO e miscantus no SUNLIBB), através do estudos de conjuntos de enzimas industriais e desenvolvimento de novos coquetéis enzimáticos, aprimoramento de diversos tipos de pré-tratamentos e processos de sacarificação em larga escala, análise da estrutura fina da parede celular vegetal, extração de co-produtos tais como ceras e compostos químicos de maior valor agregado. Serão discutidas as tecnologias avançadas empregadas na pesquisa básica e aplicada na área de biocombustíveis de segunda geração, as suas principais contribuições para a comunidade visando tanto a situação do Brasil como dos países de União Européia. (AU)