Busca avançada
Ano de início
Entree

Diagnóstico molecular e sorológico das espécies de Leishmania em amostras clínicas de pacientes e cães com leishmanose visceral do centro-oeste paulista

Processo: 12/20221-9
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Regular
Vigência: 01 de dezembro de 2012 - 31 de maio de 2015
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Medicina - Clínica Médica
Pesquisador responsável:Marcia Aparecida Speranca
Beneficiário:Marcia Aparecida Speranca
Instituição-sede: Centro de Ciências Naturais e Humanas (CCNH). Universidade Federal do ABC (UFABC). Ministério da Educação (Brasil). Santo André , SP, Brasil
Assunto(s):Doenças transmissíveis  Leishmaniose visceral  Técnicas de diagnóstico molecular  Proteínas recombinantes  Quitinase 

Resumo

As leishmanioses são doenças de caráter zoonótico causadas por protozoários do gênero Leishmania sp. A leishmaniose visceral, causada por L. chagasi nas Américas, é a forma mais grave da doença, sendo considerada, segundo a Organização Mundial de Saúde, uma das sete epidemias de maior impacto mundial, afetando mais de 68 países e quatro continentes, com incidência mundial estimada em 500.000 novos casos por ano. O Brasil participa do grupo dos países com maior prevalência dessa doença, concentrando 90% dos casos de toda a América Latina. A leishmaniose visceral humana já foi reportada em 21 estados brasileiros desde 1934, sendo que desde a década de 90, a sua incidência no território nacional teve um aumento significativo. No estado de São Paulo, mais de 90% dos casos autóctones se concentram na região Centro-Oeste. Devido a isso, as regiões de Marília, Bauru e Adamantina foram selecionadas para se realizar este projeto, que tem como objetivo desenvolver um método de diagnóstico molecular e sorológico, sensível e específico, para detecção de espécies de Leishmania em amostras clínicas de humanos e cães, baseado no gene de cópia única codificador de uma enzima essencial para o ciclo biológico do parasita, a quitinase. Além disso, será possível realizar um estudo epidemiológico genômico retrospectivo da leishmaniose visceral através da caracterização molecular da região gênica V7-V8 SSU rDNA e do gene da quitinase, através de inferências filogenéticas dos parasitas isolados das amostras clínicas coletadas de hospedeiros sintomáticos humanos e caninos domésticos. Com os resultados pretende-se também gerar subsídios para programas de vigilância epidemiológica da leishmaniose visceral no Centro-Oeste Paulista, assim como no estado de São Paulo. (AU)

Publicações científicas
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
MARCILI, ARLEI; SPERANCA, MARCIA AP.; DA COSTA, ANDREA P.; MADEIRA, MARIA DE F.; SOARES, HERBERT S.; SANCHES, CAMILA DE O. C. C.; ACOSTA, IGOR DA C. L.; GIROTTO, ALINE; MINERVINO, ANTONIO H. H.; HORTA, MAURICIO C.; SHAW, JEFFREY J.; GENNARI, SOLANGE M. Phylogenetic relationships of Leishmania species based on trypanosomatid barcode (SSU rDNA) and gGAPDH genes: Taxonomic revision of Leishmania (L.) infantum chagasi in South America. INFECTION GENETICS AND EVOLUTION, v. 25, p. 44-51, JUL 2014. Citações Web of Science: 23.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.