Busca avançada
Ano de início
Entree

Quantificação dos níveis séricos do antígeno de superfície do vírus da Hepatite B (HBsAg) em portadores de doença renal crônica: relação com a replicação viral e com os achados histológicos

Resumo

Portadores de doença renal crônica (DRC) sob hemodiálise (HD) possuem risco elevado de contaminação pelo VHB e encontram-se sob risco aumentado de desenvolvimento de cirrose hepática e suas complicações, principalmente após serem submetidos ao transplante renal. O nível sérico do AgHBs no soro reflete a transcrição dos RNAs mensageiros produzidos pelo cccDNA e pelas sequências de DNA do VHB integradas nos hepatócitos. Assim, a quantificação do AgHBs pode auxiliar na diferenciação entre portadores inativos do VHB e portadores de hepatite B crônica com AgHBe negativo e na identificação de pacientes com probabilidade menor de resposta à terapia antiviral com interferon, antes do início do tratamento e durante a terapia. Objetivos: 1) Relacionar os níveis séricos de AgHBs com os níveis séricos de VHB-DNA e os achados histológicos em portadores de DRC em hemodiálise, infectados cronicamente pelo VHB; 2) avaliar a influência da hemodiálise na quantificação dos níveis séricos de AgHBs; 3) comparar o comportamento dos níveis séricos de AgHBs em portadores de DRC (em HD e transplantados renais) e indivíduos com função renal normal, infectados cronicamente pelo VHB. Casuística e Métodos: Trata-se de estudo transversal, não pareado, com grupo controle. Serão constituídos 3 grupos de portadores crônicos do VHB, que serão distribuídos da seguinte forma: Grupo I - DRC em hemodiálise; Grupo II - DRC transplantados renais; e Grupo III - Função renal normal (controles). Cada grupo será composto de aproximadamente 50 indivíduos, totalizando 150 pacientes. Os níveis séricos de AgHBs serão quantificados usando kit comercial para a plataforma Archictect. Os níveis séricos de VHB-DNA serão quantificados por PCR em tempo real e a genotipagem do HBV será feita por sequenciamento. Resultados Esperados: Acredita-se que o presente estudo poderá contribuir para uma melhor compreensão da relação entre a quantificação do AgHBs, a carga viral do VHB e os achados histológicos em portadores crônicos do VHB em portadores de DRC, o que tornará a quantificação do AgHBs numa ferramenta importante para a tomada de decisões diagnósticas e terapêuticas nestes indivíduos. (AU)

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre o auxílio:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)