Busca avançada
Ano de início
Entree

Políticas públicas para geração de trabalho e renda de trabalhadores da construção civil

Processo: 01/12906-7
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Pesquisa em Políticas Públicas
Vigência: 01 de setembro de 2002 - 31 de março de 2003
Área do conhecimento:Ciências Humanas - Psicologia - Psicologia Social
Pesquisador responsável:Sylvia Leser de Mello
Beneficiário:Sylvia Leser de Mello
Instituição-sede: Instituto de Psicologia (IP). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Instituição parceira: Incubadora Tecnológica de Cooperativas Populares (ITCP)
Assunto(s):Políticas públicas  Renda (teoria econômica)  Cooperativismo  Trabalhadores  Construção civil 
Publicação FAPESP:http://media.fapesp.br/bv/uploads/pdfs/Pesquisa...publicas_94_85_86.pdf

Resumo

A pesquisa, em parceria com a prefeitura de Guarulhos, visa à sistematização de uma metodologia para subsidiar política de geração de trabalho e renda no município, fundamentada nos princípios da economia solidária e do cooperativismo de acordo com as ideias de Paul Singer. Nos moldes de uma pesquisa-ação, em que as atividades reflexivas são geradas continuamente e com base nas atividades de intervenção no sistema pesquisado (THIOLLENT, 1994), será feito um projeto piloto com 50 trabalhadores selecionados dentro do programa municipal de 'bolsa trabalho'. Desde 1998, a USP, no projeto 'Incubadora Tecnológica de Cooperativas Populares', realiza atividades semelhantes junto a desempregados, com a formação de 16 grupos, num total de 457 trabalhadores. Este piloto agregará conhecimentos de cooperativismo àqueles da área específica da construção civil e da educação básica. Pesquisadores e trabalhadores-alunos vivenciarão a experiência de forma inovadora, como uma 'escola diferenciada' de 6 horas/dia, num período mínimo de seis meses, organizada pelos princípios de auto-gestão e cooperativismo em que, além de papel e lápis, estejam presentes materiais e técnicas da construção civil, tendo como produto uma obra pública, com finalidade e projeto definidos com a comunidade desses trabalhadores. A pesquisa envolverá professores da USP de diferentes áreas, uma cooperativa de engenheiros e arquitetos, alunos de graduação e de pós-graduação, técnicos e professores da prefeitura de Guarulhos. Pretende-se desenvolvê-la em seis etapas: constituição do grupo de trabalhadores, formatação do projeto de construção, do currículo e da metodologia a ser utilizada pela escola (6 meses, em andamento); realização do curso e da obra, sistematização final dos resultados da pesquisa e da metodologia empregada (6 meses) e indicação/acompanhamento dos passos iniciais de generalização e diferenciação do projeto (6 meses). (AU)