Busca avançada
Ano de início
Entree

Epidemiologia da violência criminal na cidade de São Paulo: uma abordagem em macro e microescalas

Processo: 01/12913-3
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Pesquisa em Políticas Públicas
Vigência: 01 de outubro de 2002 - 30 de junho de 2003
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Saúde Coletiva - Epidemiologia
Pesquisador responsável:Paulo Hilário Nascimento Saldiva
Beneficiário:Paulo Hilário Nascimento Saldiva
Instituição-sede: Faculdade de Medicina (FM). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Instituição parceira: Secretaria da Saúde (São Paulo - Estado). Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina da USP (HCFMUSP). Instituto de Psiquiatria Doutor Antonio Carlos Pacheco e Silva (IPq)
Assunto(s):Problemas sociais  Violência (criminologia) 
Publicação FAPESP:http://media.fapesp.br/bv/uploads/pdfs/Pesquisa...publicas_160_129_129.pdf

Resumo

O projeto visa utilizar dados primários e secundários no sentido de identificar os fatores de risco de duas situações: homicídios na cidade de São Paulo e violência dentro de presídios. Para o estudo de homicidas, serão construídos mapas (com técnicas de sistemas de informação geográficas) de freqüência destas ocorrências, incluindo a moradia da vítima, do criminoso e o local da ocorrência. Estes dados serão comparados as informações fornecidas pelo estudo de zonas de origem e destino (ZOD) realizado pela Companhia do Metro, que caracterizam renda, escolaridade e condições de moradia das diferentes áreas de São Paulo. As ZOD possuem uma capacidade de discriminação espacial de cerca de pelo menos 1/4 de um distrito sanitário. Desta forma, será possível estabelecer áreas e fatores de risco, de forma a auxiliar estratégias de intervenção. O estudo dos presídios visa testar se a clássica hipótese de 'escola do crime' (maior violência quanto maior for o gradiente de periculosidade dos detentos) ainda persiste ou se o crime organizado passou a ser o maior determinante da violência carcerária. Para este fim, serão analisadas fichas criminais e feitas entrevistas nos presídios do estado, visando determinar as seguintes variáveis: série temporal de ocorrências, tipo e freqüência de delitos praticados pelos detentos, densidade de presos e grau de influência das organizações criminosas. A análise estatística em ambos os estudos será feita através de técnicas descritivas, estatísticas para dados qualitativos e modelos logísticos uni e multivariados. (AU)

Publicações científicas
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
LILIAM PEREIRA DE LIMA; JULIO DA MOTTA SINGER; PAULO HILÁRIO DO NASCIMENTO SALDIVA. Spatial analysis of urban violence based on emergency room data. Revista de Saúde Pública, v. 42, n. 4, p. 648-655, Ago. 2008.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.
Mapa da distribuição dos acessos desta página
Para ver o sumário de acessos desta página, clique aqui.