Busca avançada
Ano de início
Entree

Gilberto Mendes: entre a vida e a arte

Processo: 12/51029-6
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Publicações científicas - Livros no Brasil
Vigência: 01 de dezembro de 2012 - 30 de novembro de 2013
Área do conhecimento:Ciências Humanas - Antropologia
Pesquisador responsável:Rita de Cássia Lahoz Morelli
Beneficiário:Rita de Cássia Lahoz Morelli
Instituição-sede: Instituto de Filosofia e Ciências Humanas (IFCH). Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP). Campinas , SP, Brasil
Assunto(s):Etnografia  Música  Música brasileira  Música contemporânea  Artes  Estética (arte)  Política  Compositores  Biografias  Livros  Publicações de divulgação científica 

Resumo

Este livro é uma versão reformulada da tese de doutorado: “Os caminhos de Gilberto Mendes e a música erudita no Brasil” defendida no Programa de Pós-graduação em Antropologia Social da UNICAMP. O texto consiste em uma etnografia da experiência social de Gilberto Mendes um dos mais destacados compositores brasileiros de música erudita contemporânea. Nele, procura-se compreender, com base em uma abordagem biográfica, como Gilberto Mendes enfrentou alguns dilemas estéticos e relacionou-se com instâncias políticas e de poder dentro do campo musical, desde os anos 1940, quando decidiu tornar-se músico, até o momento de sua consagração no Brasil e no exterior. Por meio do estudo da trajetória deste compositor foi possível mapear uma série de relações existentes entre estética e política, arte e mercado, que foram determinantes não apenas para ele, mas também para os demais autores que vivenciaram o campo da música erudita brasileira na segunda metade do século XX. Ainda que o percurso biográfico sirva como fio condutor da narrativa, de modo algum o trabalho resulta em um monólogo. Antes a analogia mais adequada para esse texto é a de um drama, que pretende iluminar todo o contexto de relações entre pessoas, instituições e estéticas que fizeram parte da experiência social do protagonista. (AU)