Busca avançada
Ano de início
Entree

Poder eclesiástico e inquisição no Século XVIII luso-brasileiro: agentes, carreiras e mecanismos de promoção social

Processo: 12/21834-4
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Publicações científicas - Livros no Brasil
Vigência: 01 de janeiro de 2013 - 31 de dezembro de 2013
Área do conhecimento:Ciências Humanas - História - História do Brasil
Pesquisador responsável:Aldair Carlos Rodrigues
Beneficiário:Aldair Carlos Rodrigues
Instituição-sede: Instituto de Filosofia e Ciências Humanas (IFCH). Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP). Campinas, SP, Brasil
Assunto(s):Clero  Igreja  Inquisição 

Resumo

A problemática central deste trabalho é a multifacetada relação estabelecida entre as estruturas eclesiásticas da América portuguesa e o Santo Ofício por intermédio do clero (e de suas carreiras) no decorrer do século XVIII. Elucidamos aspectos ainda pouco conhecidos dos instrumentos e estratégias que tornaram possível a presença inquisitorial no Brasil, território que nunca sediou um tribunal da Inquisição. Tal ausência hipertrofiava as conexões entre a esfera eclesiástica local e a esfera inquisitorial. Investigamos também o impacto destes aparatos institucionais na sociedade colonial, evidenciando principalmente seus papéis na estruturação das hierarquias sociais. (AU)

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre o auxílio:
Como a Inquisição atuava no Brasil 
Mapa da distribuição dos acessos desta página
Para ver o sumário de acessos desta página, clique aqui.