Busca avançada
Ano de início
Entree

Expressão de genes relacionados à formação e reabsorção óssea na fase inicial e tardia da reabsorção do rebordo residual em mandíbulas humanas

Processo: 12/12161-6
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Regular
Vigência: 01 de março de 2013 - 31 de outubro de 2014
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Odontologia
Pesquisador responsável:Antonio Olavo Cardoso Jorge
Beneficiário:Antonio Olavo Cardoso Jorge
Instituição-sede: Instituto de Ciência e Tecnologia (ICT). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de São José dos Campos. São José dos Campos , SP, Brasil
Pesq. associados:Márcia Sampaio Campos
Assunto(s):Patologia bucal  Extração dentária  Remodelação óssea  Reabsorção óssea alveolar  Expressão gênica 

Resumo

Após a extração dos dentes, segue-se uma fase de remodelação dos ossos alveolares que pode resultar em uma extensa perda na altura óssea dos maxilares, especialmente na mandíbula. O entendimento da reabsorção do rebordo residual (RRR) pode fornecer uma base científica importante para melhorar tratamentos restauradores e terapêuticos da população de desdentados O presente projeto tem como objetivo principal comparar o padrão de expressão dos genes relacionados à formação e à reabsorção óssea no tecido ósseo proveniente de mandíbulas que sofreram a extração dos dentes remanescentes em período inferior a 02 meses (no qual a RRR é mais intensa) e superior a cinco anos (no qual a RRR é menos intensa). Como objetivo secundário, estas características serão analisadas quanto à suas possíveis associações com variáveis clínicas de interesse, como gênero, idade, uso de prótese e dados radiográficos. As amostras de tecido ósseo serão coletadas de 12 pacientes, divididos em dois grupos de igual número: um composto por indivíduos que sofreram extração dentária na área a ser operada há menos de 02 meses; e o outro, por pacientes que tiveram seus últimos dentes mandibulares extraídos há mais de 05 anos. Todos os pacientes terão os seus dados clínicos anotados e a radiografia panorâmica dos pacientes será utilizada para realização de traçados para avaliação de características anatômicas previamente relacionadas com RRR. O RNA das amostras será extraído utilizando o protocolo do RNAeasy microarray tissue mini kit, seguindo as recomendações do fabricante. Todos os RNAs utilizados deverão apresentar pureza entre 1,8 e 2,0 e terão sua qualidade verificada em gel de integridade. A confecção de cDNA será realizada pela técnica do RT-PCR utilizando o kit RT2 HT First Strand. Para as análises quantitativas por PCR (RT-PCR em tempo real), um total de 24 placas de 96 poços customizadas (Custom RT2 Profile PCR array, SABiosciences, Qiagen), contendo iniciadores para genes de interesse para o metabolismo ósseo e controles, serão utilizadas. Os dados serão normalizados com base na expressão do gene constitutivo mais estável para a condição experimental proposta no presente estudo e analisados utilizando o método do ”Ct. A comparação entre os grupos para os dados demográficos e as variáveis clínicas e radiográficas poderá ser avaliada utilizando os testes x2 e de Fisher. Os dados da expressão gênica obtidos nos dois grupos experimentais serão submetidos ao teste-t de Student. Todos os testes estatísticos utilizarão nível de significância de 5%. (AU)