Busca avançada
Ano de início
Entree

Trago o fado nos sentidos: cantares de um imaginário Atlântico

Processo: 12/16367-8
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Publicações científicas - Livros no Brasil
Vigência: 01 de março de 2013 - 28 de fevereiro de 2014
Área do conhecimento:Linguística, Letras e Artes - Artes - Música
Pesquisador responsável:Heloísa de Araújo Duarte Valente
Beneficiário:Heloísa de Araújo Duarte Valente
Instituição-sede: Escola de Comunicações e Artes (ECA). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Assunto(s):História da música  Fado 

Resumo

Ainda que os estudos sobre música popular tenham avançado, nos últimos quinze anos, são muito raros aqueles que se dedicam à música portuguesa, no âmbito brasileiro. No que tange à música portuguesa e suas repercussões no Brasil, os estudos são, ainda escassos e os que existem geralmente dedicam-se à música de concerto anterior ao século XX. Não obstante, trata-se de uma presença de extrema relevância, expressa não apenas numericamente, mas, sobretudo, pelas marcas culturais que deixou no país, ao longo do século XX. Os fluxos de idas e vindas atlânticos trazem importantes vínculos referentes ao trânsito dos signos culturais e artísticos, nos quais se inclui a música. No caso do fado, é significativo o fato de que os portugueses, de todas as regiões, tendem a assumir o fado como música "sua", muito embora seja mais difundida na região de Lisboa. Isso tornou patente, na pesquisa, voltada ao gênero que realizado na cidade de Santos e se repetiu nos depoimentos colhidos com os fadistas e radialistas entrevistados nesta segunda etapa da investigação. O presente livro pretende investigar como a música compõe e representa e constrói o imaginário, na travessia atlântica Brasil-Portugal-Cabo Verde, tendo o fado como fio condutor. (AU)

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre o auxílio:
Fado and Portuguese identity 
O fado e a identidade portuguesa