Busca avançada
Ano de início
Entree

Qualidade de vida em homens acometidos por câncer de próstata com indicação de orquiectomia bilateral

Processo: 12/51432-5
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Regular
Vigência: 01 de março de 2013 - 31 de agosto de 2014
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Medicina
Pesquisador responsável:Alexandre Crippa Sant'Anna
Beneficiário:Alexandre Crippa Sant'Anna
Instituição-sede: Faculdade de Medicina (FM). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Assunto(s):Neoplasias da próstata  Procedimentos cirúrgicos urológicos masculinos  Orquiectomia  Qualidade de vida  Estudos prospectivos  Entrevistas (psicologia) 

Resumo

O câncer de próstata é o segundo mais comum entre os homens, após o câncer de pele não-melanoma. Em 2012, estima-se 60.180 casos novos em brasileiros (INCA, 2012). Orquiectomia bilateral é um método de castração cirúrgica indicado como uma forma de tratamento hormonal para câncer de próstata avançado, que visa melhorar a qualidade de vida do paciente. O seu foco é inibir os hormônios responsáveis pelo crescimento celular do tumor e tem efeitos colaterais significativos (Silva et al, 2010). Esse procedimento pode manifestar modificações na qualidade da intimidade sexual e na percepção da masculinidade, por parte do paciente (Tofani & Vaz, 2007). Objetivo: Investigar a qualidade de vida em homens com câncer de próstata antes e após tratamento cirúrgico: orquiectomia bilateral. E também, identificar as principais dúvidas e questionamentos sobre a doença e o tratamento proposto. Método: Trata-se de um estudo prospectivo que será realizado com todos os pacientes portadores de câncer de próstata e indicação de orquiectomia bilateral, que comparecerem ao ambulatório da Uro-oncologia, no período de agosto de 2012 a agosto de 2014, e tiverem assinado o Termo de Consentimento Livre e Esclarecido (TCLE). Serão excluídos os pacientes que apresentarem déficit cognitivo, avaliado neste estudo pelo Mini-Exame do Estado Mental (MEEM). A pesquisa ocorrerá em duas etapas, à primeira no momento da indicação cirúrgica e a segunda após dois meses de realização da orquiectomia. Para tanto, serão utilizados os seguintes instrumentos: TCLE, MEEM, entrevista psicológica semi-dirigida, índice Internacional de Função Erétil (IIEF-5), Whoqol-bref e Whoqol-old. (AU)