Busca avançada
Ano de início
Entree

RT ANSP (2007, 2010, 2011, 2012): complementação da infraestrutura de rede local do INPE em São José dos Campos

Processo: 12/51649-4
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Reserva Técnica para Conectividade à Rede ANSP
Vigência: 01 de fevereiro de 2013 - 31 de maio de 2015
Área do conhecimento:Ciências Exatas e da Terra - Astronomia - Astrofísica Extragaláctica
Pesquisador responsável:Carlos Alexandre Wuensche de Souza
Beneficiário:Carlos Alexandre Wuensche de Souza
Instituição-sede: Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (INPE). Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações (Brasil). São José dos Campos , SP, Brasil
Assunto(s):Recursos para a pesquisa  Infraestrutura  Equipamentos e provisões  Reserva técnica 

Resumo

O INPE é o principal órgão civil responsável pelo desenvolvimento das atividades espaciais no País e tem como missão contribuir para que a sociedade brasileira possa usufruir dos benefícios propiciados pelo contínuo desenvolvimento do setor espacial, promovendo e executando pesquisas científicas, desenvolvimento tecnológico, produtos e serviços e capacitação de recursos humanos em áreas do conhecimento ligadas à ciência e engenharia espacial e ao meio ambiente. O INPE possui hoje significativa rede de informática e recursos computacionais que vem sendo montada nos últimos anos para atender às exigências internas dos servidores e à demanda externa de seus parceiros. Atualmente, a rede do INPE em São José dos Campos está estruturada em estrela, com um switch-router central e conexões em fibra óptica para os prédios. Toda essa estrutura foi montada com recursos da FAPESP e Finep (CT-INFRA). No campus de Cachoeira Paulista, a distribuição se dá de forma improvisada, pelo compartilhamento de uma sub-rede de São José dos Campos. Os campus de São José dos Campos e Cachoeira Paulista são servidos por uma rede de fibra óptica que interliga os prédios ao ponto central onde estão localizados os roteadores. As conexões dessa rede serão preparadas para as condições de tráfego resultantes da implementação da nova linha de 10 Gbps, e a ligação das redes locais aos equipamentos de distribuição será feita por fibras ópticas entre os prédios. Os equipamentos considerados para isso são roteadores e switches, de modo a abranger todo o caminho desde os elementos centrais até os pontos de conexão dos usuários. (AU)