Busca avançada
Ano de início
Entree

RTI - 2007 - Plano anual de aplicação da parcela da reserva técnica para custos de infra-estrutura coletiva/institucional para pesquisa em apoio ao projeto de cirurgia endoscópica com Laser de CO2 para câncer de laringe primário e recidivado e projetos do CEPID

Processo: 07/51212-7
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Reserva Técnica para Infra-estrutura Institucional de Pesquisa
Vigência: 01 de maio de 2007 - 30 de abril de 2008
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Medicina - Cirurgia
Pesquisador responsável:Irlau Machado Filho
Beneficiário:Irlau Machado Filho
Instituição-sede: Hospital A C Camargo. Fundação Antonio Prudente (FAP). São Paulo , SP, Brasil
Assunto(s):Reserva técnica 

Resumo

Fundação Antônio Prudente, mantenedora do Hospital do Câncer A. C. Camargo é uma instituição de referência em oncologia no Brasil e na América Latina. Desde sua criação, em 1953, vem se projetando como um centro de pesquisa, diagnóstico e tratamento de câncer, e também como formadora de profissionais especializados em oncologia. O programa de pós-graduação em oncologia da fundação é credenciado pelo Ministério da Educação e Cultura - MEC e reconhecido pela CAPES, com cursos de mestrado e doutorado. Esse programa recebeu a nota 7 (nota máxima), sendo elogiado pela alta qualidade e quantidade de produção científica. A residência médica é responsável pela formação anual de aproximadamente um terço dos médicos oncologistas do Brasil e é credenciada pelo MEC. Desde o ano 2000, o hospital é considerado um dos Centros de Pesquisa, Inovação e Difusão (CEPID), recebendo auxílio da Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo (FAPESP). A parcela da reserva técnica para custos de infraestrutura institucional para pesquisa será utilizada principalmente em apoio ao projeto aprovado pela FAPESP de cirurgia endoscopia com laser de CO2 para câncer de laringe primário e recidivado dos pesquisadores do Hospital do Câncer A. C. Camargo. Outros projetos de pesquisadores também apoiados pela FAPESP serão beneficiados em particular aqueles do CEPID. O instrumental para microcirurgia de laringe é essencial para dar suporte às pesquisas desenvolvidas, assim como, os monitores para apoio na sala cirúrgica e de recuperação anestésica (RPA). Esses equipamentos e materiais completarão a estrutura para a realização dos projetos de pesquisa principalmente em cabeça e pescoço. (AU)