Busca avançada
Ano de início
Entree

RTI - 2008 - Plano anual de aplicação de recursos de infraestrutura institucional para pesquisa - FAPESP - 2008 FEM/UNICAMP

Processo: 08/54167-5
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Reserva Técnica para Infra-estrutura Institucional de Pesquisa
Vigência: 01 de julho de 2008 - 30 de junho de 2009
Área do conhecimento:Engenharias - Engenharia Mecânica
Pesquisador responsável:Anselmo Eduardo Diniz
Beneficiário:Anselmo Eduardo Diniz
Instituição-sede: Faculdade de Engenharia Mecânica (FEM). Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP). Campinas , SP, Brasil
Assunto(s):Infraestrutura de pesquisa  Aquisição de equipamentos  Combustão  Gaseificação  Redes de computadores  Informática  Reserva técnica 

Resumo

A Faculdade de Engenharia Mecânica da UNICAMP pretende investir parte dos recursos previstos de infraestrutura institucional na área de computacional, por ser esta uma área com permanente demanda de investimentos financeiros, tanto no tocante à necessidade de equipamentos, como em infraestrutura básica e materiais de consumo. Nesta situação específica além de outras necessidades, estamos prevendo a aquisição de aparelho de ar condicionado tipo Split para instalação na sala de servidores desta faculdade. Esta sala carece de um sistema mais adequado de refrigeração, dado que os atuais aparelhos são antigos e frequentemente apresentam defeitos. A área computacional é também a de caráter mais abrangente, contemplando de forma direta toda a comunidade interna da faculdade que atua em pesquisa nas áreas de engenharia mecânica, engenharia do petróleo e planejamento energético. Os investimentos na área computacional favorecem, portanto, de forma direta ou indireta os sete departamentos que compõem esta Faculdade, além de beneficiar naturalmente as coordenações e equipes de apoio das áreas técnica e administrativa. Parte dos recursos também serão investidos na área de combustão, gaseificação e controle de poluição, cujas pesquisas experimentais demandam apoio permanente. Algumas máquinas da oficina desta área específica já possuem mais de 20 anos de operação e necessitam de manutenção e reparos para reconstituir sua capacidade de operação. A utilização destas máquinas, bem como o suprimento de ferramentas adequadas nem sempre conseguem ser previstos completamente nos projetos de pesquisa específicos, sendo justificável a aquisição de materiais e ferramentas para oficina de montagem que possam atender diversas pesquisas experimentais sendo conduzidas atualmente por pesquisadores desta área de combustão, gaseificação e controle de poluição. (AU)