Busca avançada
Ano de início
Entree

RTI - 2009 - Plano anual de aplicação da parcela de reserva técnica para custos de infra-estrutura do CMDMC-UNESP

Processo: 09/51577-0
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Reserva Técnica para Infra-estrutura Institucional de Pesquisa
Vigência: 01 de julho de 2009 - 30 de setembro de 2010
Área do conhecimento:Engenharias - Engenharia de Materiais e Metalúrgica - Materiais Não-metálicos
Pesquisador responsável:Elson Longo da Silva
Beneficiário:Elson Longo da Silva
Instituição-sede: Reitoria. Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de São Paulo. São Paulo , SP, Brasil
Assunto(s):Semicondutores  Sinterização  Filmes finos  Nanotecnologia 

Resumo

O plano anual de aplicação da parcela da reserva técnica para custos de infraestrutura do CMDMC - UNESP visa a melhoria das condições de pesquisa deste centro que são de uso comum dos pesquisadores. Este plano contempla cinco itens elencados como prioritários, incluindo o fornecimento de gases especiais, a adequação da rede de fibra ótica dos laboratórios, material de informática e multimídia, aquisição e instalação de material antissoro e anti-vibratório para as salas de microscópio eletrônico de transmissão e de varredura, aquisição e instalação de mobiliário para a extensão dos laboratórios recentemente construídos com recursos da UNESP, adaptação, instalação de rede elétrica e sua estabilização, climatização das novas salas de laboratório e material didático para atividades de difusão do conhecimento. Estes itens foram amplamente discutidos e aprovados em reunião dos grupos de pesquisas do CMDMC, UNESP, realizada em 16/03/2009. Na atualidade, o CMDMC conta com grupos de pesquisa de excelência atuando em programas de pós-graduação consolidados em química e de materiais na UNESP. É de conhecimento que o sucesso de um grupo de pesquisa científica depende de uma variada gama de fatores e condicionantes em diferentes níveis, como individual (principalmente qualidade das lideranças acadêmico-científicas); institucional (boa infraestrutura de serviços e insumos, acesso à informação, boa infraestrutura de instalações, equipamentos modernos e estabilidade institucional) e macro (reconhecimento pela sociedade, geração de bens de mercado, condições econômicas, políticas e sociais). Com isso, essa iniciativa pioneira da FAPESP vem contribuir sobremaneira na manutenção e avanço da qualidade da pesquisa em desenvolvimento neste centro da UNESP. (AU)