Busca avançada
Ano de início
Entree

RTI - 2009 - Linhagens do pensamento político-social brasileiro

Processo: 09/52469-7
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Reserva Técnica para Infra-estrutura Institucional de Pesquisa
Vigência: 01 de março de 2010 - 28 de fevereiro de 2011
Área do conhecimento:Ciências Humanas - Ciência Política - Teoria Política
Pesquisador responsável:Sebastiao Carlos Velasco e Cruz
Beneficiário:Sebastiao Carlos Velasco e Cruz
Instituição-sede: Centro de Estudos de Cultura Contemporânea (CEDEC). São Paulo , SP, Brasil
Assunto(s):Ideologia  Liberalismo  Socialismo  Idealismo 

Resumo

O objetivo desta pesquisa é mapear e tentar compreender as principais características intelectuais do conservadorismo, do liberalismo e do socialismo no Brasil. Verificar em que medida os conceitos de idealismo orgânico e idealismo constitucional, formulados originariamente por Oliveira Vianna, são capazes desde que criticamente reelaborados de modo a neutralizar suas petições de princípio e a esvaziar o que contém de racionalização ideológica de um projeto de monopólio de poder e de saber de descrever e avaliar as principais formas de pensamento e famílias intelectuais que do último quartel do século XIX para cá, dominaram o pensamento político e social brasileiro. Em seguida, circunscrever aquelas que, no processo de naturalização do Brasil industrial, se esboçaram na contramão e, malgrado as suas debilidades, constituíram as primeiras concepções antiaristocratas no país, fornecendo os lineamentos gerais de todas as reformas sociais e econômicas propostas até a ascensão do neoliberalismo como o pensamento radical de classe média e o marxismo de matriz comunista, estes frutos legítimos do que Sérgio Buarque de Holanda chamou de nossa revolução. E por fim, formular uma hipótese sobre o modo como essas correntes responderam aos desafios postos pelo desenvolvimento histórico-político do país. A ênfase analítica será tanto no conteúdo substantivo das ideologias e visões-de-mundo, como na descrição das formas de pensar subjacentes estruturas intelectuais e categorias teóricas a partir das quais a realidade é percebida, a experiência prática elaborada e a ação política organizada. Como parte desse projeto, a intenção é fazer um balanço crítico do estado das artes e da produção contemporânea da área de pesquisa sobre o pensamento político-social, especialmente dos principais modelos de interpretação formulados nas últimas décadas, verificando em que medida há continuidade ou ruptura entre as formulações clássicas daqueles que se convencionou denominar de intérpretes do Brasil e o trabalho intelectual que vendo sendo produzido na universidade segundo os métodos de investigação especializada. (AU)