Busca avançada
Ano de início
Entree

RTI - 2009 - Atualização do sistema de bioinformática do Laboratório de Espectrometria de Massas do Centro de Biologia Molecular Estrutural. Exercício 2009

Processo: 09/54503-8
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Reserva Técnica para Infra-estrutura Institucional de Pesquisa
Vigência: 01 de maio de 2010 - 30 de abril de 2011
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Bioquímica - Química de Macromoléculas
Pesquisador responsável:Kleber Gomes Franchini
Beneficiário:Kleber Gomes Franchini
Instituição-sede: Laboratório Nacional de Luz Síncrotron (LNLS). Centro Nacional de Pesquisa em Energia e Materiais (CNPEM). Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações (Brasil). Campinas , SP, Brasil

Resumo

Esse projeto tem o objetivo de implementar e atualizar as ferramentas de bioinformática do Centro de Biologia Molecular Estrutural. Esta adequação se faz particularmente necessária tendo em vista a crescente demanda da comunidade de usuários do Laboratório de Espectrometria de Massas, que hoje conta com a infraestrutura de três laboratórios: Laboratório de preparação de amostras, Laboratório dos espectrômetros e Laboratório de análise dos dados, sendo que os usuários têm acesso a todos para realização de preparação das amostras, análise das amostras nos espectrômetros e análise dos dados. O Laboratório de Espectrometria de Massas opera como instalação aberta e multiusuária, em fluxo contínuo. O impacto dessa nova forma de operação, iniciada a partir de julho de 2009, tem se refletido rapidamente entre a comunidade científica de todo o país, demonstrando claramente a importância desse laboratório no cenário nacional, que disponibiliza sua infraestrutura administrativa, física e de recursos humanos para todo o país. Atualmente, o laboratório atende usuários da Rede Proteoma do Estado de São Paulo, chamada de 2007, usuários do fluxo contínuo e usuários internos. Nessa perspectiva de melhorar a infraestrutura de atendimento de usuários precisamos implementar a infraestrutura de bioinformática, e resumidamente, a solução encontrada é a troca da licença do Mascot para Linux e a aquisição de um novo servidor com dois processadores físicos e com processamento multi-core. Um segundo computador com alta capacidade de armazenamento em disco é necessário para a realização do backup do sistema. A forma mais viável encontrada para substituir a licença do Mascot de Windows para Linux é através do pagamento de um ano de suporte técnico do fabricante. Além disso, os três computadores de bancada serão utilizados localmente pelos usuários para processamento e buscas utilizando o servidor. A atualização do sistema de análise de dados proposta neste projeto abrirá a possibilidade de prover uma infraestrutura mais adequada para o atendimento das demandas de usuários do Laboratório de Espectrometria de Massas do CeBiME. (AU)