Busca avançada
Ano de início
Entree

RTI - 2011-2012 - Plano anual de aplicação da parcela institucional da reserva técnica

Processo: 12/51655-4
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Reserva Técnica para Infra-estrutura Institucional de Pesquisa
Vigência: 01 de fevereiro de 2013 - 31 de maio de 2014
Área do conhecimento:Ciências Humanas - Filosofia - Lógica
Pesquisador responsável:Walter Alexandre Carnielli
Beneficiário:Walter Alexandre Carnielli
Instituição-sede: Centro de Lógica, Epistemologia e História da Ciência (CLE). Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP). Campinas , SP, Brasil
Assunto(s):Reserva técnica 

Resumo

Logical consequence, reasoning and computation - A noção de consequência lógica, na tradição clássica, consiste na relação fundamental entre premissas e conclusão, válida em qualquer aspecto do raciocínio. Dessa forma, os fundamentos da noção de consequência lógica podem ser analisados em dois aspectos principais: do ponto de vista das demonstrações (ou provas) e sob o aspecto modelo-teórico. Há, contudo, muitos problemas relativos a ambas as abordagens, que investigamos no presente projeto. O ponto de vista das combinações de lógicas nos permite resolver diversos dos problemas presentes no "estado da arte" das pesquisas em Lógica. Questões análogas às da combinação de semânticas e lógicas não clássicas dão um novo e promissor impulso para a pesquisa sobre novos modelos de computação, como a computação e informação quântica, busca de algoritmos quânticos e criptografia quântica. Sistêmica, auto-organização e informação - O problema central a ser investigado neste Projeto Temático diz respeito ao estatuto epistemológico dos processos de auto-organização no domínio dos sistemas complexos, e será metodologicamente subdividido nos seguintes subproblemas: Qual o estatuto epistemológico dos processos auto-organizados supostamente presentes em certas classes de sistemas complexos, em especial nos sistemas informacionais e cognitivos? Qual o papel dos processos auto-organizados na dinâmica constitutiva dos hábitos presentes na ação cotidiana e no conhecimento comum? Quais as dificuldades para a modelagem de processos auto-organizados, face à incompletude dos formalismos empregados para descrever a espontaneidade observada na dinâmica de certas classes de sistemas complexos? Argumentaremos que uma definição geral do conceito de auto-organização e o esboço de uma teoria da auto-organização podem contribuir para a análise epistemológica da dinâmica de certas classes de sistemas complexos, fundamentada na teoria de sistemas e na teoria da informação. A pesquisa se insere em um contexto eminentemente interdisciplinar, envolvendo as áreas de filosofia lógica, matemática, física, biologia, sociologia e engenharia. (AU)