Busca avançada
Ano de início
Entree

Contribuição de produção de bioenergia pela América Latina, Caribe e África ao projeto GSB-LACAF-Cana-I

Processo: 12/00282-3
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Programa BIOEN - Temático
Vigência: 01 de março de 2013 - 31 de dezembro de 2018
Área do conhecimento:Interdisciplinar
Pesquisador responsável:Luis Augusto Barbosa Cortez
Beneficiário:Luis Augusto Barbosa Cortez
Instituição-sede: Núcleo Interdisciplinar de Planejamento Energético (NIPE). Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP). Campinas, SP, Brasil
Pesquisadores principais:Edgar Gomes Ferreira de Beauclair ; Luiz Augusto Horta Nogueira ; Manoel Regis Lima Verde Leal
Pesq. associados: Alexandre Betinardi Strapasson ; André Meloni Nassar ; Annie Fabian Abel Chimphango ; Antonio Maria Francisco Luiz Jose Bonomi ; Arielle Muniz Kubota ; Carlos Eduardo Driemeier ; Corcodel Laurent ; Daniel Henrique Dario Capitani ; Edvaldo Rodrigo de Morais ; Fabio Ricardo Marin ; Felipe Haenel Gomes ; Fernando Cesar Bertolani ; Francisco Rosillo Calle ; Gabriel Granço ; Geraldo Bueno Martha Junior ; Goncalo Amarante Guimarães Pereira ; Heitor Cantarella ; Isabelle Lobo de Mesquita Sampaio ; João Guilherme Dal Belo Leite ; Jose Luiz Oliverio ; José Maria Ferreira Jardim da Silveira ; Jose Maria Rincon Martinez ; Juliana Aparecida Fracarolli ; Keith Levern Kline ; Leila Harfuch ; Leonard Sebio ; Louis Jean Claude Autrey ; Maggie Rae Davis ; Marcelo Khaled Poppe ; Marcelo Melo Ramalho Moreira ; Marcelo Pereira da Cunha ; Marco Tulio Ospina Patino ; Mariane Cristina Do Amaral Romeiro ; Mateus Ferreira Chagas ; Mauro Donizeti Berni ; Miguel Taube Netto ; Nariê Rinke Dias de Souza ; Otavio Cavalett ; Paulo César Souza Manduca ; Rubens Augusto Camargo Lamparelli ; Tassia Lopes Junqueira ; Vera Lúcia Reis de Gouveia ; Virginia House Dale ; Vyacheslav Kafarov ; Willem Heber van Zyl
Auxílios(s) vinculado(s):15/22108-3 - Proálcool - 40 anos: fatos relevantes e contribuições da pesquisa científica e da inovação tecnológica, PUB.LVR.BR
13/26364-9 - Estimativa da performance potencial de pastagens utilizando grades climáticas, AV.EXT
13/09368-0 - Incrementar a colaboração em pesquisas entre o IC e o NIPE-UNICAMP em bioenergia, notadamente no projeto LACAF-FAPESP na área de segurança alimentar, AV.EXT
13/14816-2 - Visita do prof. Lee Lynd: colaboração LACAf-GSB, AV.EXT
Bolsa(s) vinculada(s):16/16241-5 - Produção sustentável de bioenergia de cana-de açúcar: análise integrada de modelos de produção, BP.PD
16/14170-3 - Avaliação socioeconômica da produção sustentável de bioenergia de cana-de-açúcar na América Latina, Caribe e África, BP.IC
16/01463-2 - Avaliação energética de um fogão operando a etanol de cana-de-açúcar, BP.IC
+ mais bolsas vinculadas 15/02270-0 - Avaliação do potencial de produção sustentável de bioenergia da cana de açúcar na África do Sul, Moçambique, Colômbia e Guatemala, BP.PD
14/23323-2 - Modelagem do rendimento da cana-de-açúcar a partir de parâmetros climáticos, BP.PD
14/20533-6 - Impactos socioeconômicos da produção sustentável de bioenergia de cana-de-açúcar na América Latina, Caribe e África, BP.PD
14/14460-6 - Contribuição de produção de bioenergia pela América Latina, Caribe e África ao projeto GSB-LACAF-Cana-I, BP.IC
14/14447-0 - Contribuição de produção de bioenergia pela América Latina, Caribe e África ao projeto GSB-LACAF-Cana-I, BP.IC
13/25739-9 - Produção sustentável de cana-de-açúcar para etanol no Sul da África: análise integrada de modelos produtivos, BP.PD
13/20534-0 - Avaliação do potencial de produção sustentável de bioenergia de cana-de-açúcar na África do Sul e Moçambique, BP.PD - menos bolsas vinculadas
Assunto(s):Bioenergia  Biocombustíveis  Etanol  Cana-de-açúcar 

Resumo

Produção de bioenergia moderna e sustentável pode ser uma forma eficaz de substituir grande parte da procura de energia para transporte no futuro. Segundo a Doornbosch e Steenblik (2007), 60% do total do mundo potencialmente disponíveis terra poderia ser utilizado produzir bioenergia até 2050 (440Mha), dos quais cerca de 60% (250Mha) será na América Latina e Caribe, e (180Mha) na África. Uma vez que a disponibilidade de terras para a bioenergia, em grande parte são originários de terrenos de pastagem, a escala global de produção de bioenergia, em parte depende da disponibilidade de terra fértil e boas condições climáticas, é evidente que, se a produção de alimentos será aumentada para satisfazer necessidades do futuro e biodiversidade protegida, basicamente o mundo vai depender da América Latina, Caribe e África continentes para a futura expansão da bioenergia. O projeto LACAF-cana, por conseguinte, se concentrará em dois continentes e irá avaliar produção de bioetanol de cana-de-açúcar. O setor sucroenergético de produção de cana também será considerado devido seu importante impacto sobre o desenvolvimento rural e sua sinergia com a produção de etanol. O projeto LACAF-cana pretende ser uma contribuição para o projeto "Bioenergia Global Sustentável" (GSB) que foi iniciado em 2009 por um grupo de cientistas, engenheiros, política e peritos de universidades, agências governamentais e o setor não lucrativo do globo, com o objetivo geral de fornecer orientações sobre a viabilidade e oportunidade da bioenergia sustentável-intensiva no futuro. O principal objetivo do projeto GSB é o de testar a hipótese de que é fisicamente possível para a bioenergia de forma sustentável satisfazer uma fração substancial de futura procura de serviços de energia e alimentação da humanidade e reunião outras necessidades de gestão terras, preservando o habitat e manutenção da qualidade ambiental. O projeto GSB está estruturado em três fases: Fase 1. (terminado). Realizar cinco convenções continentais para discutir a hipótese. Fase 2. Explorar de que forma é fisicamente possível para a bioenergia de forma sustentável satisfazer uma parte considerável da procura futura de serviços energéticos - e.g. 150 EJ (Anualmente correspondente a 23% de fornecimento de energia primária esperado de biomassa no IEA - Blue Map Scenario conforme dados da Agência Internacional de Energia, documento Energia Tecnologia Perspectivas 2010) enquanto fornecendo alimentos para a humanidade entre outras necessidades, preservando o habitat para a vida selvagem e manutenção da qualidade ambiental. Fase 3. Analisar e recomendar transição de caminhos e políticas à luz da Fase 2 resultados, a inclusão de análise macroeconômica, ambientais, éticas e qualidade, bem como os efeitos locais de escala em economias rurais. O projeto GSB já realizou fase 1. O texto integral das convenções da América Latina e África continente pode ser encontrado em: http://engineering.dartmouth.edu/gsbproject/. Mais informações sobre o projeto GSB consultar Lynd et al. (2011). Os próximos passos para o projeto GSB são as fases 2 e 3. (AU)

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre o auxílio:
Fronteiras do etanol de cana-de-açúcar 
Pós-Doutorado em Bioenergia com bolsa da FAPESP 
Modelo matemático estima a produção de cana sob diferentes condições climáticas 
FAPESP e Nepad ampliam pesquisa em bioenergia com a África 
Pesquisadores avaliam potencial de produção de bioenergia na África 
Bionergy in Africa Workshop 
"Biocombustíveis podem ser facilitadores da segurança alimentar"