Busca avançada
Ano de início
Entree

Avaliação dos fatores prognósticos associados à síndrome coronariana aguda no momento da admissão hospitalar e após 30 dias do evento no estudo "Estratégia de registro de insuficiência coronariana" (ERICO)

Processo: 12/14804-1
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Regular
Vigência: 01 de junho de 2013 - 31 de maio de 2015
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Medicina - Clínica Médica
Pesquisador responsável:Isabela Judith Martins Bensenor
Beneficiário:Isabela Judith Martins Bensenor
Instituição-sede: Hospital Universitário (HU). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Pesq. associados:Alessandra Carvalho Goulart ; Alexandre da Costa Pereira ; Itamar de Souza Santos ; Paulo Andrade Lotufo
Auxílios(s) vinculado(s):13/50327-6 - Predicting adverse events in patients with acute coronary syndrome: an examination of the role of depression and autonomic imbalance, AP.R
Bolsa(s) vinculada(s):13/11921-0 - Avaliação dos fatores prognósticos associados à síndrome coronariana aguda no momento da admissão hospitalar e após 30 dias do evento no estudo Estratégia de Registro de Insuficiência Coronariana (ERICO), BP.TT
13/12605-4 - Avaliação dos fatores prognósticos associados à síndrome coronariana aguda no momento da admissão hospitalar e após 30 dias do evento no estudo "Estratégia de Registro de Insuficiência Coronariana (ERICO), BP.TT
Assunto(s):Infarto do miocárdio  Sobrevida  Angina instável 

Resumo

Introdução: A síndrome coronariana aguda (SCA) é uma importante causa de hospitalização em todo o mundo. O estudo ERICO (Estratégia de Registro de Insuficiência Coronariana ) tem como principais objetivos a avaliação do prognóstico em longo prazo de pacientes com SCA admitidos no Hospital Universitário da USP, um hospital geral de base comunitária que atende a população do Butantã. Os fatores prognósticos avaliados no estudo incluem biomarcadores inflamatórios colhidos no momento do evento e 30 dias após abrangendo marcadores bem estabelecidos como proteína C reativa ultrassensível, interleucinas (IL) 6 e 10 ; marcadores associados à nitração de proteínas como nitrotirosina e mieloperoxidase; e marcadores envolvidos na ativação de monócitos/macrófagos como a monocyte chemoatractant protein 1 (MCP-1), a IL²1 e a netrina; a glicemia de entrada (no momento do evento) e o teste de tolerância oral à glicose e a hemoglobina glicada após 30 dias; a função renal avaliada pela ureia e creatinina na entrada e pela microalbuminúria após 30 dias; a velocidade de onda de pulso, o índice de espessura médio-intimal, a variabilidade da frequência cardíaca, a esteatose hepática avaliada por meio da ultra-sonografia e a retinografia realizados 30 dias após o evento. Métodos: O ERICO é um estudo prospectivo que começou em fevereiro de 2009 e já incluiu até o momento 850 casos de SCA devendo atingir mantendo-se o atual ritmo, aproximadamente 1100 participantes incluídos em setembro de 2013.Todos os pacientes consecutivos, acima de 18 anos de idade, com suspeita de SCA são incluídos no estudo. Dados sociodemográficos, história médica, exame clínico e informações sobre o tratamento hospitalar são obtidos na admissão e durante o seguimento por equipe treinada e supervisionada.Um questionário breve sobre depressão (Patient Health Questionnaire-9) é aplicado. Amostras de sangue são retiradas no momento da admissão hospitalar e armazenadas para análises futuras. Em 30 dias, o paciente é convidado para consulta presencial na qual a história médica é atualizada e amostras adicionais de sangue e de urina são coletadas. Além disso, realiza-se nesse momento a espessura da camada íntima-média de carótidas , avaliação da gordura subcutânea abdominal e intra-hepática por ultrassonografia, a variabilidade da freqüência cardíaca e a velocidade da onda de pulso. Questionários sobre depressão, freqüência de consumo alimentar, atividade física e apnéia do sono são aplicados, bem como é repetida o questionário sobre sintomas depressivos. Aos seis meses e anualmente após o evento agudo, a informação é atualizada por entrevista telefônica. Resultados esperados: avaliar os principais fatores associados ao prognóstico na SCA comparando avaliações obtidas no momento da entrada e 30 dias após o evento em diferentes subtipos de SCA (infarto com e sem supradesnivelamento do segmento ST e angina instável) nos indivíduos diagnosticados no HU-USP além de possibilitar uma avaliação da SCA em hospital geral de base comunitária. O ponto forte do estudo é a avaliação completa realizada em 30 dias que permitirá avaliar os fatores prognósticos na linha de base e compará-los aos níveis após 30 dias para que se possa definir o melhor momento de mensuração desses fatores prognósticos; e a inclusão de medidas referentes a nitração de proteínas e ativação de monócitos/macrófagos no processo aterosclerótico além do uso da troponina I ultrassensível como marcador de lesão crônica que ainda não foram avaliados de forma abrangente na literatura em relação a sua capacidade como fatores prognósticos da síndrome coronariana aguda. (AU)

Publicações científicas
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
LACERDA LEOCADIO, PAOLA CAROLINE; DOS REIS MENTA, PENELOPE LACRISIO; SILVA DIAS, MELISSA TAINAN; FRAGA, JULIA RODRIGUES; GOULART, ALESSANDRA CARVALHO; SANTOS, ITAMAR SOUZA; LOTUFO, PAULO ANDRADE; BENSENOR, ISABELA MARTINS; ALVAREZ-LEITE, JACQUELINE ISAURA. Low serum levels of CCL2 are associated with worse prognosis in patients with Acute Coronary Syndrome: 2-year survival analysis. BIOMEDICINE & PHARMACOTHERAPY, v. 109, p. 1411-1416, JAN 2019. Citações Web of Science: 0.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.