Busca avançada
Ano de início
Entree

Características vocais acústicas e achados videolaringoscópicos em pacientes submetidos à tireoidectomia

Processo: 12/13729-6
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Regular
Vigência: 01 de abril de 2013 - 31 de março de 2014
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Medicina - Cirurgia
Pesquisador responsável:José Vicente Tagliarini
Beneficiário:José Vicente Tagliarini
Instituição-sede: Faculdade de Medicina (FMB). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Botucatu. Botucatu , SP, Brasil
Pesq. associados:Regina Helena Garcia Martins
Assunto(s):Procedimentos cirúrgicos endócrinos  Tireoidectomia  Cirurgia vídeoassistida  Laringoscopia  Voz 

Resumo

Alterações vocais são comuns em pacientes submetidos à tireoidectomia, tendo como principal causa a lesão dos nervos laríngeos, ressaltando-se também a possibilidade de lesões relacionadas à intubação endotraqueal. Compressão laríngea por bócios e infiltração tumoral são outras possíveis causas de disfonia, logo no pré operatório. A prevenção de lesões das estruturas laríngeas é fundamental na realização da tireoidectomia, bem como o diagnóstico precoce realizado por meio de videolaringoscopia e análise vocal. Objetivos: realizar avaliação videolaringoscópica e análise vocal acústica no pré e pós-operatório de pacientes submetidos à tireoidectomia a fim de identificar alterações vocais à doença prévia, ao procedimento cirúrgico e á intubação endotraqueal. Casuística e método: Serão incluídos os pacientes submetidos à tireoidectomia parcial ou total atendidos no ambulatório de cirurgia de cabeça e pescoço do Hospital de Clínicas de Botucatu (UNESP). Serão excluídos do estudo paciente com idade inferior a 21 anos ou superior a 70 anos, portadores de doenças sistêmicas ou granulomatosas que comprometam a função vocal, relato de doenças pulmonares e cirurgia previa no pescoço. Os pacientes serão submetidos a uma anamnese direcionada aos objetivos da pesquisa, ao exame de videolaringoscopia e à análise vocal acústica (MDVP programa) nos seguintes momentos: antes da cirurgia, até uma semana após à cirugia e após 2 meses. Análise estatística: Os resultados serão analisados utilizando os testes de qui-quadrado e analise de variância. (AU)