Busca avançada
Ano de início
Entree

Avaliação da disponibilidade e enriquecimento antrópico de metais, arsênio e hidrocarbonetos em sedimentos marinhos no Estuário de Caravelas (Sul da Bahia)

Processo: 13/00102-8
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Regular
Vigência: 01 de abril de 2013 - 31 de março de 2015
Área do conhecimento:Ciências Exatas e da Terra - Oceanografia - Oceanografia Química
Pesquisador responsável:Rubens Cesar Lopes Figueira
Beneficiário:Rubens Cesar Lopes Figueira
Instituição-sede: Instituto Oceanográfico (IO). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo, SP, Brasil
Pesq. associados:Andreza Portella Ribeiro ; Eduardo Siegle ; Gustavo Silveira Graudenz ; Márcia Caruso Bícego ; Michel Michaelovitch de Mahiques ; Silvia Helena de Mello e Sousa
Assunto(s):Traços inorgânicos  Sedimentos  Metais  Arsênio  Hidrocarbonetos  Hidrodinâmica  Caravelas (BA)  Estuários 

Resumo

Nos últimos anos, a poluição de ambientes costeiros tem aumentado rapidamente e se tornou uma grave ameaça não somente para a população, mas também para toda biodiversidade local. Tal fato é consequência de um desenvolvimento econômico e industrial não sustentável. A região sul da Bahia abriga dois grandes biomas ricos em biodiversidade e endemismo (a Mata Atlântica e o complexo recifal Abrolhos). Valores anômalos nos teores de As foram observados em sedimentos da plataforma do complexo de Abrolhos e no estuário de Caravelas; tal fato pode estar associado a um enriquecimento antrópico nessas áreas, que têm sido grandemente afetadas pelo desmatamento e pela instalação de empresas de celulose. Nesse sentido, no Laboratório de Química Inorgânica Marinha (LaQIMar) do IO/USP vêm desenvolvendo projetos ambientais que buscam quantificar os níveis de elementos-traço com potencial tóxico em amostras de sedimentos marinhos. Assim, a presente proposta tem como objetivo principal avaliar a evolução temporal das concentrações dos elementos arsênio (As), cádmio (Cd), cobre (Cu), cromo (Cr), níquel (Ni), chumbo (Pb) e zinco (Zn) em perfis de sedimentos e amostras superficiais coletados no Estuário de Caravelas, no Sul da Bahia. Será dada ênfase não apenas à utilização dos métodos de digestão parcial e total, mas também aos métodos de fracionamento químico, contribuindo para o levantamento dos níveis de base dos elementos estudados e para o entendimento da mobilidade dos elementos de interesse. Essa mobilidade será também avaliada do ponto de vista da evolução morfológica da região e da modelagem numérica estuarina a fim de compreender a distribuição sedimentar e possibilitar a caracterização ambiental dessa importante região do litoral brasileiro. (AU)

Publicações científicas
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
FRIEDMANN ANGELI, JOSE LOURENCO; RUBIO, BELEN; MI KIM, BIANCA SUNG; DE LIMA FERREIRA, PAULO ALVES; SIEGLE, EDUARDO; LOPES FIGUEIRA, RUBENS CESAR. Environmental changes reflected by sedimentary geochemistry for the last one hundred years of a tropical estuary. JOURNAL OF MARINE SYSTEMS, v. 189, p. 36-49, JAN 2019. Citações Web of Science: 0.
FRIEDMANN ANGELI, JOSE LOURENCO; VENTURINI, NATALIA; DE LIMA FERREIRA, PAULO ALVES; LOPES FIGUEIRA, RUBENS CESAR. Recent sedimentation rates in the Caravelas estuary (Bahia, Brazil) using unsupported Pb-210 and Cs-137 modeling. RADIOCHIMICA ACTA, v. 104, n. 7, p. 513-522, JUL 2016. Citações Web of Science: 3.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.
Mapa da distribuição dos acessos desta página
Para ver o sumário de acessos desta página, clique aqui.