Busca avançada
Ano de início
Entree

Seminário Internacional "Max Weber e Michel Foucault: possíveis convergências"

Processo: 13/01386-0
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Organização de Reunião Científica
Vigência: 20 de maio de 2013 - 24 de maio de 2013
Área do conhecimento:Ciências Humanas - Sociologia - Fundamentos da Sociologia
Pesquisador responsável:Maria Helena Oliva Augusto
Beneficiário:Maria Helena Oliva Augusto
Instituição-sede: Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas (FFLCH). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Assunto(s):Teoria sociológica  Michel Foucault  Governamentalidade 

Resumo

O seminário reúne pesquisadores de diferentes países e campos de estudos em torno da proposta de colocar em relação o trabalho de Max Weber e de Michel Foucault. A Conferência de Abertura será realizada por Colin Gordon, que tomará dois textos clássicos de Weber - Ciência e Política: duas vocações - para aproximá-los dos últimos cursos de Foucault, em que o autor vai aos gregos para pensar as modalidades de reflexão sobre o governo de si e o governo dos outros. A mesa-redonda "Atualidade de Weber & Foucault: condução da vida e governo de si" tem como principal objetivo tomar as contribuições teóricas e metodológicas de ambos para a compreensão da constituição subjetiva na contemporaneidade, procurando ainda analisar as esferas ou eixos de experiência que aparecem atualmente como mais relevantes para abordar o tema. A mesa "Origens religiosas da modernidade" procura retomar a contribuição de ambos os autores para evidenciar a íntima relação entre religião e as várias dimensões, inclusive institucionais, que compõem a modernidade. O tema terá seguimento na conferência de Árpad Szakolczai, autor de livro sobre as possíveis relações entre Weber e Foucault e sua importância para a renovação da crítica sociológica. A mesa "Estado: condução da vida e governo dos outros" buscará na contribuição de ambos os autores as ferramentas para pensar os impasses gerados pela crise da experiência do Estado de Bem-Estar e pelas tensões presentes nas novas configurações que assume hoje. A última mesa-redonda, "Démarche intelectual: visões e usos da história", terá como tema central a reflexão sobre os procedimentos metodológicos dos autores, em especial sua forma de iluminar o presente a partir do exame de processos de longa duração. Finalmente, Sérgio Adorno fará a conferência de encerramento em torno do tema do "Ascetismo, Confissão e Hermenêutica de si", articulando mais uma vez conceitos weberianos e foucaultianos para a compreensão das experiências constitutivas do sujeito moderno. (AU)