Busca avançada
Ano de início
Entree

Risk factors for ocular toxoplasmosis in Brazil

Resumo

O objetivo deste estudo foi investigar os fatores de risco em pacientes com toxoplasmose ocular (TO) que atendidos em um serviço de saúde pública. Trezentos e quarenta e nove pacientes consecutivos, tratados no Ambulatório de Oftalmologia do Hospital de Base, São José do Rio Preto, Estado de São Paulo, Brasil, compuseram este estudo. Depois de avaliação oftalmológica, o teste de ELISA foi utilizado para determinar anticorpos anti-Toxoplasma gondii. Os resultados mostraram que 25,5% dos pacientes foram soronegativos e 74,5% soropositivos para anticorpos IgG anti-T. gondii; desses 27,3% tinham TO e 72,7% tinham outras doenças oculares (ODO). A presença de gatos ou cachorros (p = 0,009; OR: 2.22; 95% IC: 1,05-2,98) foram associados com a infection mas não com o desenvolvimento de TO. A idade (TO: 48,2 ± 21,2 vs. ODO: 69,5 ± 14,7; p < 0.0001) e o baixo nível de escolaridade/alfabetização (TO vc ODO: OR: 0,414;CI 95%: 0,2231-0,7692; p = 0,007) foram associados com TO. A presença de cães e gatos assim coo o hábito de comer carne crua ou mal passada aumentam o risco de infecção, mas não está associado com o desenvolvimento de TO. (AU)

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre o auxílio:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)