Busca avançada
Ano de início
Entree

5-lipoxigenase activity increases suscetibility to experimental Paracoccidiodes brasiliensis infection

Processo: 13/03102-9
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Publicações científicas - Artigo
Vigência: 01 de abril de 2013 - 30 de setembro de 2013
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Imunologia - Imunologia Celular
Pesquisador responsável:João Santana da Silva
Beneficiário:João Santana da Silva
Instituição-sede: Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto (FMRP). Universidade de São Paulo (USP). Ribeirão Preto , SP, Brasil

Resumo

A paracoccidioidomicose (PCM) é uma micose sistêmica causada pelo fungo termodimórfico Paracoccidioides brasiliensis. Leucotrienos e lipoxinas são mediadores lipídicos produzidos após a activação da 5-lipoxigenase (5-LO), que exibem papéis pró- e anti-inflamatórios, respectivamente. Aqui, nós investigamos a contribuição da atividade enzimática da 5-LO na PCM usando um modelo experimental de infecção por P. brasiliensis. Camundongos B6.129 do tipo selvagem (B6.129) e deficientes de 5-LO (5-LO-/-) foram inoculados pela via intravenosacom uma cepa virulenta de P. brasiliensis (Pb18), e a taxa de sobrevivência dos camundongos infectados foi investigada em diferentes dias após a infecção pelas leveduras. Camundongos 5-LO-/- exibiram uma maior taxa de sobrevivência associada a um menor número de UFC. A resistência dos 5-LO-/- durante PCM foi associada a uma aumentada produção de óxido nítrico (NO) e a formação de granulomas compactos. Além disso, a ausência de 5-LO foi associada a uma diminuição no número de células T reguladoras CD4+CD25+, a níveis mais elevados deinterferon gama e interleucina-12, e a um aumento nos níveis de mRNA de T-bet (fator de transcrição T-box expresso em células T) nos pulmões. Em conjunto, os nossos resultados mostram, pela primeira vez, que a atividade enzimática da 5-LO aumenta a susceptibilidade ao P. brasiliensis, sugerindo que esta via pode ser um possível alvo para a intervenção terapêutica durante a PCM. (AU)