Busca avançada
Ano de início
Entree

Depressão em criança: revisão sistemática

Processo: 13/03270-9
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Publicações científicas - Artigo
Vigência: 01 de abril de 2013 - 30 de setembro de 2013
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Saúde Coletiva - Saúde Pública
Pesquisador responsável:Luiz Carlos de Abreu
Beneficiário:Luiz Carlos de Abreu
Instituição-sede: Faculdade de Medicina do ABC (FMABC). Organização Social de Saúde. Fundação do ABC. Santo André , SP, Brasil
Assunto(s):Crianças  Depressão  Saúde mental 

Resumo

Como um importante problema de saúde pública, a depressão infantil merece atenção especial, considerando as consequências graves e duradouras da doença para o desenvolvimento da criança. Levando isso em consideração, o presente estudo foi baseado na seguinte pergunta: "O que as contribuições práticas para clínicos e pesquisadores sobre depressão infantil tem para oferecer. O objetivo é realizar uma revisão sistemática de artigos sobre depressão infantil. Para alcançar este objetivo, realizou-se revisão sistemática de artigos sobre depressão infantil, publicados a partir de janeiro de 2010 a novembro de 2012 nas bases de dados MEDLINE e SciELO. Os termos de pesquisa foram "depressão" (MeSH), "criança" (MeSH) e "depressão infantil" (palavra-chave). Dos 180 estudos recuperados, 25 preencheram os critérios de elegibilidade. Estudos recuperados cobriram uma ampla gama de aspectos relativos a depressão infantil, tais como diagnóstico, prevenção, tratamento e prognóstico. A literatura científica recente sobre a depressão infantil convergem para, direta ou indiretamente, destacar os impactos negativos de transtornos depressivos para a qualidade de vida das crianças. Infelizmente, os estudos recuperados mostram que a depressão infantil cresce geralmente em mantro de vulnerabilidade e pobreza, onde as necessidades individuais e familiares o manifestação de quadro clínico de depressão na infância não são observadas ou valorizadas. Neste contexto, a depressão iniciada na infância desencadeia outros transtornos psiquiátricos e comorbidades. Muitos dos estudos recuperados também confirmou a hipótese de que os recursos humanos (ou seja, equipe de saúde em geral) ainda não são adequadamente treinados para lidar com a depressão infantil. Dessa maneira, conclui-se que a depressão infantil é um grave e atual problema de saúde pública e que se faz necessário a intervenção no sentido de prover treinamento e educação continuada aos no sentido de preparar os profissionais para lidar com a o quadro de depressão infantil, bem como a realização de estudos com centrado na prevenção e tratamento da depressão infantil.Palavras-chave: Criança. Depressão. Transtorno Depressivo. Saúde Mental. Transtornos Mentais. (AU)

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre o auxílio:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)

Publicações científicas
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
ROLIM LIMA, NADIA NARA; DO NASCIMENTO, VANIA BARBOSA; FIGUEIREDO DE CARVALHO, SIONARA MELO; DE ABREU, LUIZ CARLOS; ROLIM NETO, MODESTO LEITE; BRASIL, ALINE QUENTAL; CELESTINO JUNIOR, FRANCISCO TELESFORO; DE OLIVEIRA, GISLENE FARIAS; ADVINCULA REIS, ALBERTO OLAVO. Childhood depression: a systematic review. NEUROPSYCHIATRIC DISEASE AND TREATMENT, v. 9, p. 1417-1425, 2013. Citações Web of Science: 10.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.