Busca avançada
Ano de início
Entree

Construção e caracterização estrutural de um clone não infeccioso do Alphavirus mayaro por criomicroscopia eletrônica (cryo-EM)

Processo: 13/50019-0
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Regular
Vigência: 01 de abril de 2013 - 31 de março de 2015
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Biofísica - Biofísica Molecular
Convênio/Acordo: CNRS
Pesquisador responsável:Marcia Aparecida Speranca
Beneficiário:Marcia Aparecida Speranca
Pesq. responsável no exterior: Leandro Farias Estrozi
Instituição no exterior: Institut de Biologie Structurale (IBS), França
Instituição-sede: Centro de Ciências Naturais e Humanas (CCNH). Universidade Federal do ABC (UFABC). Ministério da Educação (Brasil). Santo André , SP, Brasil
Vinculado ao auxílio:09/11347-6 - Arboviroses emergentes na Amazônia Ocidental: diagnóstico sorológico e molecular, AP.R
Assunto(s):Biologia estrutural  Testes sorológicos  Proteínas recombinantes  Alphavirus  Microscopia crioeletrônica  Modelagem molecular 

Resumo

Essa proposta de colaboração científica internacional está associada ao processo FAPESP n. 2009/11347-6, que tem por objetivo o desenvolvimento de método de diagnóstico sorológico específico para as arboviroses emergentes na Amazônia Ocidental causadas pelos vírus Mayaro (MA YV) e Oropouche (OROV), através da produção de proteínas recombinantes. Os alphavirus são representados por 30 espécies, distribuídas mundialmente e transmitidas por artrópodes, com características patogênicas de dois padrões gerais: encefalite com ou sem desmielinização e doença febril com artralgia persistente. Alguns representantes desse grupo de vírus são de grande importância para a saúde pública humana e animal, além de apresentarem características biológicas que permitem sua utilização como vetores de expressão de proteínas heterólogas com finalidades terapêuticas. A caracterização das interações moleculares dos componentes virais com suas células hospedeiras pode elucidar mecanismos e funções biológicas envolvidas na patogenicidade, transmissão e dispersão dos Alphavirus, bem como auxiliar em sua utilização biotecnológica. Nesse contexto, a criomicroscopia eletrônica (cryo-EM) consiste no único método de análise e determinação estrutural empregando imagens no qual o material biológico pode ser analisado em seu estado nativo. Essa técnica consiste no congelamento rápido da amostra biológica em etano líquido, seguido da utilização de um microscópio eletrônico para capturar imagens, no qual a amostra biológica é mantida em baixas temperaturas através do emprego de nitrogênio líquido. Como na cryo-EM não é necessária à utilização de fixador químico ou de método de coloração do material, as imagens obtidas são capturadas por sistemas associados a softwares, que permitem a reconstrução da estrutura tridimensional molecular nativa do sistema biológico em análise. Os alphavírus são partículas orgânicas com interações moleculares complexas e de tamanho adequado para serem analisados diretamente por cryo-EM, apresentando-se como um excelente modelo para estudos estruturais de interações moleculares. Portanto, esse projeto de pesquisa tem por objetivo a caracterização estrutural da partícula de MAYVAc através da técnica de cryo-EM utilizando um espécime não infeccioso, produzido por modificação genética de um clone do mesmo. Para tanto estamos propondo o intercâmbio científico e tecnológico entre os pesquisadores Profa. Ora. Márcia Aparecida Sperança e Prof. Dr. Wanius José Garcia da Silva do CCNH-UFABC com o Or. Leandro Farias Estrozi, pesquisador contratado do internacionalmente renomado centro de pesquisa IBS-CNRS, situado em Grenoble/França. (AU)

Mapa da distribuição dos acessos desta página
Para ver o sumário de acessos desta página, clique aqui.