Busca avançada
Ano de início
Entree

O turismo no meio rural como alternativa de desenvolvimento no Pontal do Paranapanema

Processo: 06/03669-5
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Regular
Vigência: 01 de dezembro de 2006 - 31 de dezembro de 2008
Área do conhecimento:Ciências Sociais Aplicadas - Turismo
Pesquisador responsável:Rosângela Custodio Cortez Thomaz
Beneficiário:Rosângela Custodio Cortez Thomaz
Instituição-sede: Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Rosana. Rosana , SP, Brasil
Assunto(s):Turismo rural  Agroturismo  Produtos turísticos  Assentamento rural  Pontal do Paranapanema (SP) 

Resumo

Este projeto de pesquisa tem como propósito realizar uma análise minuciosa do potencial turístico no meio rural do município de Rosana no Pontal do Paranapanema/SP, com ênfase para as pequenas unidades produtoras de base familiar, inclusive os assentamentos rurais oriundas do processo de luta pela terra e pela Reforma Agrária, considerando tanto os atrativos naturais como os sociais e culturais. A partir disto propor uma caracterização dos principais produtos turísticos e análise de sua demanda atual e potencial, do ordenamento territorial das atividades produtivas, e do cadastramento de agricultores que poderão ser beneficiados devido ao seu potencial de explorar o agroturismo. Ou seja, após o levantamento de todos os dados do local ou região será delineado um plano de desenvolvimento integrado, no qual o agroturismo poderá ser uma das atividades contempladas. Essas informações também permitirão o estabelecimento de planos de gestão dos impactos ambientais e sócio-econômicos do turismo no meio rural. Por fim, acima de qualquer questão de planejamento ou operacional, talvez o maior desafio será transformar as comunidades locais em atores ativos nos planos e projetos turísticos do meio rural, por meio da organização dos produtores através de associações ou cooperativas para ampliar a oferta e para diversificar os produtos turísticos colocados à disposição dos turistas. Além disso, a organização dos produtores tornariam mais eficientes as negociações com os segmentos privados e instituições públicas do turismo, uma vez que as suas reivindicações quanto às dificuldades apontadas acima adquirem mais força e se tornam mais legítimas. (AU)