Busca avançada
Ano de início
Entree

Associação entre estresse oxidativo, inflamação e manifestações sistêmicas em tabagistas e pacientes com DPOC leve e moderado

Processo: 12/22321-0
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Regular
Vigência: 01 de maio de 2013 - 30 de abril de 2015
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Medicina - Clínica Médica
Pesquisador responsável:Irma de Godoy
Beneficiário:Irma de Godoy
Instituição-sede: Faculdade de Medicina (FMB). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Botucatu. Botucatu , SP, Brasil
Pesq. associados:Camila Renata Corrêa ; Mariana Gobbo Braz ; Suzana Erico Tanni Minamoto
Assunto(s):Pneumologia  Doença pulmonar obstrutiva crônica  Hábito de fumar  Estresse oxidativo  Mediadores da inflamação  Produtos finais de glicação avançada 

Resumo

Introdução: Evidências na literatura mostram que o estresse oxidativo e a inflamação sistêmica ocorrem em tabagistas e em pacientes com doença pulmonar obstrutiva crônica (DPOC) leve/moderado. Comorbidades, desnutrição, diminuição da massa magra, disfunção muscular são alterações prevalentes e com consequências adversas na capacidade funcional de exercício, estado geral de saúde e prognóstico dos pacientes com DPOC. Entretanto, poucos estudos avaliaram a associação entre marcadores de estresse oxidativo, como o produto final de glicação avançada (AGE) e o receptor de produtos finais de glicação avançada (RAGE) e a influência da ligação AGE/RAGE sobre o desenvolvimento da atividade inflamatória em tabagistas e em pacientes com DPOC leve/moderado. Objetivos: Avaliar a associação entre estresse oxidativo e estado inflamatório. Além disso, avaliar as relações entre força muscular, massa muscular sistêmica, capacidade funcional de exercício, estado geral de saúde, estresse oxidativo e inflamação sistêmica em tabagistas, pacientes com DPOC leve/moderado e controles não tabagistas. Indivíduos e Métodos: Serão avaliados 32 tabagistas ativos (carga tabágica >10 anos/maço) sem DPOC e 32 tabagistas ativos (carga tabágica >10 anos/maço) ou ex-tabagistas com DPOC leve/moderado de ambos os gêneros, selecionados de forma consecutiva, entre aqueles que fazem acompanhamento no Ambulatório de Pneumologia e Ambulatório de Cessação do Tabagismo do Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina de Botucatu. Trinta e dois indivíduos não tabagistas constituirão o grupo controle do estudo. Todos os indivíduos serão submetidos à avaliação clínica e do estado tabágico, avaliação laboratorial, espirometria pré e pós-broncodilatador, oximetria de pulso e as concentrações de mediadores inflamatórios e indicadores de estresse oxidativo serão avaliadas no sangue periférico. Será realizada avaliação da composição do corpo, da força muscular periférica, da capacidade funcional de exercício (teste de caminhada de seis minutos) e da avaliação do estado geral de saúde, por meio do Medical Outcomes Study 36-item Short-Form Health Survey (SF-36) e da Escala Hospitalar de Ansiedade e Depressão (HAD). Análise Estatística: Análise de variância (ANOVA) será utilizada para comparação das características demográficas e gerais (espirometria, massa magra do corpo, força muscular periférica e capacidade funcional de exercício) entre tabagistas, DPOC leve/moderado e controles sadios. Análise de regressão múltipla será utilizada para avaliar as associações entre cada uma das variáveis dependentes (força muscular periférica, capacidade funcional de exercício e qualidade de vida) e a massa magra do corpo e o estado inflamatório sistêmico nos três grupos de estudo isolados e agrupados. As equações serão ajustadas para possíveis variáveis confundidoras e a colinearidade será evitada por meio de exclusão de uma das variáveis que apresentem correlação entre si. O nível de significância será estabelecido em 5%. Será utilizado o pacote estatístico "R version" 2.6.1 (Inc, Boston, MA, USA). (AU)

Publicações científicas
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
DE OLIVEIRA CARAM, LAURA MIRANDA; FERRARI, R.; NOGUEIRA, D. L.; OLIVEIRA, M. R. M.; FRANCISQUETI, F. V.; TANNI, S. E.; CORREA, C. R.; GODOY, I. Tumor necrosis factor receptor 2 as a possible marker of COPD in smokers and ex-smokers. INTERNATIONAL JOURNAL OF CHRONIC OBSTRUCTIVE PULMONARY DISEASE, v. 12, p. 2015-2021, 2017. Citações Web of Science: 4.
DE OLIVEIRA CARAM, LAURA MIRANDA; FERRARI, RENATA; BERTANI, ANDRE LUIS; GARCIA, THAIS; MESQUITA, CAROLINA BONFANTI; KNAUT, CAROLINE; TANNI, SUZANA ERICO; GODOY, IRMA. Smoking and Early COPD as Independent Predictors of Body Composition, Exercise Capacity, and Health Status. PLoS One, v. 11, n. 10 OCT 13 2016. Citações Web of Science: 5.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.