Busca avançada
Ano de início
Entree

Mananoligossacarídeos na medicina preventiva: estudos in vitro e in vivo

Processo: 12/19454-9
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Regular
Vigência: 01 de maio de 2013 - 30 de abril de 2015
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Saúde Coletiva - Medicina Preventiva
Pesquisador responsável:Hermann Bremer Neto
Beneficiário:Hermann Bremer Neto
Instituição-sede: Faculdade de Medicina Dr Domingos Leonardo Ceravolo. Universidade do Oeste Paulista (UNOESTE). Campus de Presidente Prudente. Presidente Prudente , SP, Brasil
Pesq. associados:Adibe Luiz Abdalla ; Caliê Castilho ; Cecília Laposy Santarém ; Gisele Alborghetti Nai ; José Carlos Silva Camargo Filho ; Mário Jefferson Quirino Louzada ; Paulo Eduardo Pardo ; Rogerio Giuffrida
Bolsa(s) vinculada(s):13/15400-4 - Mananoligossacarídeos na Medicina Preventiva: estudos in vitro e in vivo, BP.TT
Assunto(s):Oligossacarídeos  Mananoligossacarídeos  Aglutinação  Bactérias 

Resumo

O objetivo do projeto de pesquisa será de avaliar três diferentes mananoligossacarídeos (MOS), Bio-MosTM, ActigenTM e ImmunoWallTM, na Medicina Preventiva, através de estudos in vitro: capacidade de aglutinação dos mananoligossacarídeos em cepas isoladas e classificadas de E. coli, portadoras de fimbria Tipo 1, provenientes de pacientes diagnosticados com diarreia infantil, com faixa etária de até 5 anos e in vivo, utilizando 170 ratos machos albinos da linhagem Wistar como modelo experimental, divididos em quatro grupos experimentais: controle (n=50), Bio-Mos (n=40), Actigen (n=40) e Immunowall (n=40), divididos em 08 estudos: (1) efeitos dos mananoligossacarídeos na microbiota intestinal, através da incidência das bactérias Lactobacillus, Bifidobacterium e Escherichia coli nas fezes; (2) avaliação histomorfométrica intestinal; (3) determinação da absorção dos minerais cálcio, fósforo, magnésio, ferro, cobre, zinco e selênio, através das concentrações séricas, renais e hepáticas; (4) avaliação da densidade mineral óssea e do conteúdo mineral ósseo do fêmur; (5) avaliação dos processos bioquímicos sanguíneos, através da determinação da leucometria global e específica, proteínas totais, albumina, globulina, hemoglobulina, ureia e glicose; (6) avaliar o efeito sobre o aparelho reprodutor, através da avaliação da proliferação celular dos testículos, vesículas seminais, próstata e adrenais; (7) determinação das concentrações plasmáticas de testosterona e cortisol; e (8) avaliação do conteúdo mineral do fêmur por meio da espectroscopia Raman. A instalação do experimento será feita no Biotério Experimental da Universidade do Oeste Paulista (UNOESTE), em um delineamento inteiramente casualizado e terá duração de 63 dias, sendo 07 dias para adaptação dos animais ao manejo e a dieta basal e 56 dias ao tratamento. A colheita de materiais ocorrerá em cinco momentos: D0, D14, D28, D42 e D56, sendo que serão sacrificados 10 animais no dia 0 e a cada 14 dias 10 animais de cada grupo. As amostras colhidas serão analisadas, em parceria, com a Universidade Estadual Paulista "Júlio de Mesquita Filho" (UNESP) - Campus de Presidente Prudente/SP e Araçatuba/SP e com o Centro de Energia Nuclear na Agricultura (Cena - USP) - Piracicaba/SP. (AU)