Busca avançada
Ano de início
Entree

XIX Semana de História da UNESP - História da Leitura e Cultura Midiática

Processo: 13/04736-1
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Organização de Reunião Científica
Vigência: 09 de setembro de 2013 - 12 de setembro de 2013
Área do conhecimento:Ciências Humanas - História - História Moderna e Contemporânea
Pesquisador responsável:Valéria dos Santos Guimarães
Beneficiário:Valéria dos Santos Guimarães
Instituição-sede: Faculdade de Ciências Humanas e Sociais (FCHS). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Franca. Franca , SP, Brasil
Assunto(s):História cultural  Comunicação  História da leitura  Cultura popular 

Resumo

O século XIX apresentou um fenômeno de multiplicação de artefatos culturais até então desconhecido que teve seu auge no século XX. Ainda que em boa parte do mundo o grande público não existisse, foram erigidos os pilares do que posteriormente ficou conhecido como "cultura de massa".Retomando referências da cultura popular já muito sedimentadas no imaginário social, a cultura da era da reprodutibilidade técnica tem sido alvo de extensos estudos, seja para estigmatizá-la como ideologicamente alienante, em uma abordagem já desgastada que tende a opor uma cultura dita "nobre" aos produtos da comunicação de massa, seja para vislumbrá-la como fenômeno cultural não desprezível e a ser analisado.Incluídas nesta última tendência, abordagens mais recentes têm defendido o necessário estudo de alguns tópicos ligados a esta história cultural, como: as questões acerca da periodização, entre elas o período da formação da sociedade de massas e da constituição de um aparato de produção cultural, que atualmente é visto como dissociado da existência efetiva de um público de massa, ainda no século XIX, o que questiona em muitos pontos as abordagens tradicionais;as implicações históricas, culturais, políticas e sociais deste processo; a revisão de conceitos como "indústria cultural" e "cultura de massas"; abordagens sobre o engajamento crítico versus alienação da produção e do consumo de artefatos culturais; as relações entre a dimensão tomada pela cultura popular na nossa sociedade atual e seus mecanismos de difusão e recepção, entre outras. Serão bem-vindas reflexões sobre impressos periódicos, edições populares, cinema, rádio, televisão, artes plásticas, música, história em quadrinhos etc. e sobre temas tais como imaginário, circulação de suportes e formatos, transferências culturais em escala regional e mundial etc. Enfim, é a discussão sobre a formação da cultura midiática suas implicações históricas e sociais que está em pauta neste evento. (AU)