Busca avançada
Ano de início
Entree

Comorbidade leishmaniose visceral/AIDS: fatores clínicos, imunológicos, epidemiológicos e do genótipo do parasito preditores da resposta terapêutica

Processo: 12/14689-8
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Regular
Vigência: 01 de maio de 2013 - 30 de abril de 2015
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Medicina - Clínica Médica
Pesquisador responsável:José Angelo Lauletta Lindoso
Beneficiário:José Angelo Lauletta Lindoso
Instituição-sede: Instituto de Medicina Tropical de São Paulo (IMT). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Assunto(s):Doenças transmissíveis  AIDS  Leishmaniose visceral  Letalidade  Genótipo  Imunossupressão 

Resumo

A leishmaniose é uma doença que atinge milhões de indivíduos mundialmente, estando relacionada a mudanças ambientais, urbanização, migração e susceptibilidade do hospedeiro. Está presente nas cinco regiões nacionais e em 22 dos 27 estados do Brasil. O aumento de casos de leishmaniose em áreas urbanas pode ser explicado, em parte, por uma expansão dos casos de infecção pelo HIV para áreas endêmicas de LV, manifestando-se quando a contagem de linfócitos TCD4+ está abaixo de 200. No Brasil, a distribuição epidemiológica dos coinfectados acompanha os grupos de risco para transmissão HIV/AIDS (adultos jovens e sexo masculino). A coinfecção HIV-Leishmania é registrada com maior freqüência no estado de São Paulo, sendo que nessa população de coinfectados há maior taxa de recidiva e letalidade por LV. Objetivos: Comparar a letalidade e a recidiva nos pacientes com LV e coinfectados LV-HIV/AIDS. Analisar se há diferenças genotípicas entre as cepas de Leishmania de pacientes com LV com e sem infecção pelo HIV e relacionar com o desfecho do caso (recidiva ou cura). Materiais e Métodos: Pacientes com LV e coinfectados LV-HIV/AIDS no estado de São Paulo, no período de 1999-2011, serão avaliados do ponto de vista clínico-epidemiológico, imunológico, terapêutico e genotípico do parasito. Resultados Esperados: Maior letalidade e recidiva nos pacientes coinfectados. Caracterização de diferenças genotípicas do parasito em pacientes coinfectados e relacionadas a melhores e piores desfechos. (AU)

Publicações científicas
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
LINDOSO, JOSE ANGELO; COTA, GLAUCIA FERNANDES; DA CRUZ, ALDA MARIA; GOTO, HIRO; SILVEIRA MAIA-ELKHOURY, ANA NILCE; SIERRA ROMERO, GUSTAVO ADOLFO; DE SOUSA-GOMES, MARCIA LEITE; SANTOS-OLIVEIRA, JOANNA REIS; RABELLO, ANA. Visceral Leishmaniasis and HIV Coinfection in Latin America. PLoS Neglected Tropical Diseases, v. 8, n. 9 SEP 2014. Citações Web of Science: 32.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.