Busca avançada
Ano de início
Entree

Método/produto facilitador para inseminação artificial de ovinos como ferramenta de fomento à cadeia produtiva de ovinos

Processo: 12/51089-9
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Pesquisa Inovativa em Pequenas Empresas - PIPE
Vigência: 01 de julho de 2013 - 30 de junho de 2015
Área do conhecimento:Ciências Agrárias - Medicina Veterinária - Reprodução Animal
Pesquisador responsável:Erika da Silva Carvalho Morani
Beneficiário:Erika da Silva Carvalho Morani
Empresa:Top in Life Biotecnologia e Genética Animal Ltda
Município: Jaboticabal
Assunto(s):Melhoramento genético animal  Inseminação artificial animal  Ovinos  Sêmen animal 

Resumo

A cadeia produtiva de ovinos passa por período peculiar no Brasil - embora haja uma crescente demanda por produtos, a oferta estagnada gera a necessidade de importação, impactando negativamente a balança comercial. O FARMPOINT/2011 elencou os principais motivos dessa estagnação: (i)falta de foco na produção; (ii)ausência de participação da indústria; (iii)cooperação e acessibilidade à informação; (iv)padronização de produto; e (v)não disponibilização ou democratização de genética. É nesse contexto a justificativa dessa proposta - fomentar a democratização de genética superior para rebanhos ovinos. A ferramenta mais eficiente é certamente a Inseminação Artificial em rebanhos de produção, porém no cenário da ovinocultura atual, ainda há uma resistência ou não aceitação pelo mercado, das técnicas de IA existentes atualmente. O objetivo primeiro é a validação de método/produto inovador aqui denominado Inseminação Artificial Transcervical Facilitada (IAF), através da comparação da % de prenhêz de ovelhas inseminadas por métodos convencionais e inovador. A inovação compreende: uso de IAFgel (gel dilatador da cervix), do IAFgum (aplicador específico que permite a introdução do sêmen no óstio cervical previamente dilatado pelo IAFgel), e do IAFflow (meio líquido impulsionador, que sob volume e pressão específico, empurra o sêmen previamente depositado no óstio cervical para o lúmen uterino). Secundariamente, os desafios a serem superados em nosso projeto podem ser resumidos em (i)desenvolver/adequar a utilização do kit IAF em fêmeas adultas e borregas, (ii)desenvolver/adequar a utilização do kit IAF em ovinos lanados e deslanados, (iii)isolar a subjetividade do controle de qualidade do sêmen para fins de avaliação da viabilidade da técnica, (iv)aumentar a vida útil do IAFgel e (v)desenvolver um processo para produção do kit IAF em escala comercial. Como visão ampla e futura (FaseIII), vislumbra-se usufruir da inovação no fomento ao Melhoramento Genético, fechando-se um ciclo importante para a sustentabilidade da cadeia produtiva. Testes já realizados demonstraram boas expectativas sob o aspecto de inovação, mas ainda há desafios científicos e tecnológicos a superar. Existe proporção razoável de ovelhas que não apresentaram abertura completa do óstio cervical (em função da anatomia longa da cérvix), com o uso apenas do gel dilatador. Também o uso pontual do IAFgum apresentou desvantagens como refluxo do sêmen e conseqüentemente resultados de prenhêz insatisfatórios. Daí a alternativa de associar os métodos previamente testados individualmente. O proponente está entusiasmado com o desenvolvimento de P&D, pois o cenário mercadológico é bastante promissor, uma vez que menos de 1% do rebanho ovino é atualmente inseminado, ou seja, existe um potencial de crescimento de mercado enorme. Com a concretização e aceitação dessa inovação pelo mercado, acredita-se que o potencial de crescimento na venda de sêmen e do kit IAF seja expressivo, possibilitando que a IA seja realmente utilizada como ferramenta de progresso genético em ovinos. (AU)

Mapa da distribuição dos acessos desta página
Para ver o sumário de acessos desta página, clique aqui.