Busca avançada
Ano de início
Entree

Estrutura genética espaço-temporal de Guignardia citricarpa e abordagem metagenômica em ambientes com diferentes níveis de controle da mancha preta dos citros

Resumo

A citricultura representa um dos setores mais importantes do agronegócio brasileiro, com destaque para o estado de São Paulo, onde é obtida a maior produção de citros. Este setor, no entanto, conta com sérios problemas de ordem fitossanitária, com destaque para a Mancha Preta dos Citros (MPC), cujo agente causal, o fungo Guignardia citricarpa, é um patógeno quarentenário A1 para vários países importadores da fruta in natura, incluindo os da União Européia. Todas as variedades comerciais de citros são suscetíveis à doença, sendo o controle dependente do emprego sequencial de fungicidas. São realizadas várias aplicações anuais, sendo que, dentre os sistêmicos, atualmente são empregados apenas os do grupo das estrobilurinas, devido a barreiras comerciais impostas recentemente. Tal fato vulnerabiliza a longevidade desse grupo químico e pode afetar a estrutura genética das populações de G. citricarpa permitindo a emergência de genótipos tolerantes. Assim, torna-se fundamental acompanhar o comportamento dessa espécie ao longo do tempo. O manejo adotado na cultura, incluindo o emprego de fungicidas, pode afetar tanto os patógenos quanto a complexa comunidade microbiana que encontra-se em associação com as plantas, e que são fundamentais ao equilíbrio dos sistemas biológicos. Este trabalho tem como objetivo comparar populações de G. citricarpa obtidas em 2005 e em 2012, provenientes de Conchal, estado de São Paulo. Para analisar as possíveis alterações genéticas nos indivíduos, serão empregados o sequenciamento das regiões ITS, TEF-1 e GPDH, marcadores moleculares fAFLP e análise da sensibilidade a fungicidas. Além disso, uma abordagem metagenômica será utilizada para avaliar a microbiota em folhas de plantas de pomares cítricos sob diferentes níveis de controle da MPC, porém sob condições ambientais semelhantes. Este estudo permitirá a obtenção de evidências acerca dos possíveis impactos dos produtos químicos sobre os microrganismos que hospedam os citros, bem como fornecerá informações acerca do direcionamento de futuros estudos a serem conduzidos nesta importante cultura. (AU)