Busca avançada
Ano de início
Entree

Separação imunomagnética associada a bacteriófago para diagnóstico de Salmonella enterica em carne de frango

Resumo

O principal fator de risco para a produção de aves é o controle de infecções por Salmonella spp. O ambiente de criação é propício para a contaminação por este patógeno acarretando riscos à saúde pública quando presente na carne e ovos, o que gera insegurança no consumidor final. A técnica preconizada pelo Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (MAPA) para diagnóstico deste micro-organismo é o exame bacteriológico. Apesar de ser um método confiável e eficaz a demora de até cinco dias para obter o diagnóstico final é sua grande desvantagem. Utilizaremos três sorovares de Salmonella (Enteritidis, Typhimurium e Heidelberg) para infectar artificialmente amostras de carne de frango resfriada para posterior análise pelos métodos bacteriológico, molecular e separação imunomagnética associada a bacteriófago. Com esta pesquisa propomos um método de diagnóstico de Salmonella spp. mais ágil que os disponíveis e igualmente sensível. Ao compararmos a fago detecção com os métodos de diagnóstico microbiológico e por PCR poderemos inferir as vantagens e desvantagens de cada técnica. (AU)

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre o auxílio:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)