Busca avançada
Ano de início
Entree

Produção de agregados leves com finos cerâmicos de RCD reciclado

Processo: 05/50859-1
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Pesquisa Inovativa em Pequenas Empresas - PIPE
Vigência: 01 de dezembro de 2005 - 31 de maio de 2006
Área do conhecimento:Engenharias - Engenharia Civil - Construção Civil
Pesquisador responsável:Leonardo Fagundes Rosemback Miranda
Beneficiário:Leonardo Fagundes Rosemback Miranda
Empresa:Urbem Tecnologia Ambiental Materiais Reciclados para Construção Ltda
Município: São Bernardo do Campo
Bolsa(s) vinculada(s):05/59056-9 - Produção de agregados leves com finos cerâmicos de RCD, BP.PIPE
Assunto(s):Materiais cerâmicos  Reciclagem de resíduos urbanos  Entulho  Argilas 

Resumo

A reciclagem de resíduos de construção e demolição (RCD) tem sofrido dificuldades em ampliar pela falta de alternativas de utilização do resíduo cerâmico, que representa o maior volume do RCD. Desde 2001 a FAPESP vem apoiando financeiramente o doutoramento do Coordenador-Pesquisador deste plano, que tem como objetivo desenvolver o processo de produção de argamassas com RCD em usinas de reciclagem. Para sucesso deste projeto, a qualidade do RCD foi melhorada através de sua lavagem, gerando um resíduo de dimensão < 0,10 mm que deve ser utilizado em uma outra aplicação para que a produção de argamassas de RCD seja um processo viável economicamente e ambientalmente. Assim, no projeto aqui proposto o objetivo é desenvolver a produção de agregado leve para aplicação em jardinagem e concretos para isolamento térmico e acústico, com garantias de desempenho, utilizando-se como matéria-prima ou o resíduo < 0,10 mm da lavagem do RCD ou o próprio RCD finamente moído, misturado com um aditivo que causará a sua expansão. O programa experimental está dividido nas Fases 1 e 2 seguindo as fases do programa PIPE. Na Fase 1, a ser realizada em laboratório, será avaliado qual dos seguintes aditivos é o mais viável técnica e economicamente para a produção do agregado leve: carbeto de silício (SiC) ou aditivo gerador de gás da MBT, o RheoceIl 16. Também serão obtidos os dados fundamentais para o desenvolvimento detalhado de um plano de negócios. Na Fase 2 serão realizados os estudos necessários para o desenvolvimento do processo de produção do produto com o aditivo que retomar os melhores resultados. A pesquisa será realizada na Urbem Tecnologia Ambiental, usina de reciclagem de RCD de São Bernardo do Campo, com a coordenação do M.Sc. Leonardo F. R. Miranda (que está finalizando sua tese de doutorado do PCC/EPUSP) e que se dedicará integralmente ao projeto. Considera-se assim este projeto de grande importância, pois, seu sucesso permitirá: a aplicação de outros projetos já financiados pela FAPESP; o desenvolvimento de um novo produto, mais barato e ambientalmente correto; a obtenção de uma patente e a publicação de um manual de produção de agregado leve com RCD reciclado (AU)

Mapa da distribuição dos acessos desta página
Para ver o sumário de acessos desta página, clique aqui.