Busca avançada
Ano de início
Entree

A transição da prática da ginástica fundamentada nos métodos europeus de ginástica para a ginástica desportivizada: um estudo de caso da cidade de São Paulo no início do Século XX

Processo: 13/03193-4
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Regular
Vigência: 01 de junho de 2013 - 31 de maio de 2015
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Educação Física
Pesquisador responsável:Eliana de Toledo Ishibashi
Beneficiário:Eliana de Toledo Ishibashi
Instituição-sede: Faculdade de Ciências Aplicadas (FCA). Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP). Limeira , SP, Brasil
Pesq. associados:Laurita Marconi Schiavon
Assunto(s):História da educação física  Ginástica  Século XX  Clubes 

Resumo

A ginástica moderna, ou "ginástica científica" (SOARES, 1994), preconizada a partir dos métodos europeus de ginástica no Renascimento, foi disseminada e incentivada em diferentes contextos como escolas, parques públicos, praças, centros de formação militar, indústrias etc; formando novos corpos, novos valores (SOARES, 1994; 1998). Muito foi almejado por meio dela, destacando-se hábitos de higiene, o vigor físico, a disciplina, o vivência do esforço, a superação física, a formação moral, dentre outros aspectos; constituindo novos costumes para um novo modelo social (HOBSBAWN e RANGER, 1997). Muitos destes aspectos também foram almejados pelo esporte moderno, atrelados a outros aspectos como a competitividade e a performance (EHRENBERG, 1991; ELIAS e DUNNING, 1992). A partir de diferentes referenciais teóricos é possível considerar que há singularidades entre estas práticas, como: a disciplina, a padronização e eficiência do gesto, a relação com novos modelos econômicos e sociais, etc. Fatores estes que podem ter facilitado a introdução da prática da ginástica desportivizada nos clubes, ou não. Assim, esta pesquisa objetiva investigar como se deu esta transição da prática da ginástica científica para o da ginástica desportivizada, nas Associações Desportivas e nos Clubes da cidade de São Paulo, no início do século XX. E para alcançar este objetivo, será utilizada uma pesquisa histórica (AROSTEGUI, 1995), do tipo documental (acervo de documentos das instituições esportivas), com abordagem qualitativa, e a análise de interpretação de dados (GIL, 2007). (AU)

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre o auxílio:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)